segunda-feira, 25 de junho de 2012

Cúpula formada no Peru vai discutir estratégias para o combate ao narcotráfico


Lima receberá nesta segunda e terça-feira representantes de 59 países para discutir estratégias contra o narcotráfico em uma região onde se encontram os maiores produtores mundiais de cocaína e onde ganha força o debate sobre a legalização como alternativa ao combate frontal, principalmente quando falamos da Maconha.

O presidente peruano Ollanta Humala inaugurará a reunião, que acontecerá a portas fechadas em um exclusivo hotel de Lima com a presença de chanceleres e delegações de 59 países dos cinco continentes e de representantes de 10 organismos internacionais.

A eventual legalização da maconha gerou uma polêmica na América Latina, anunciada pelo Uruguai, onde os países estão divididos sobre essa postura: alguns pedem a reforma da estratégia e outros se opõem a isso, alinhados com os Estados Unidos. Segundo Soberón o cenário "é muito tumultuado, com países que querem a reforma; como México, Colômbia e Guatemala; Argentina e Uruguai- que  estão mudando sua legislação- enquanto Equador e Venezuela modificaram sua legislação penal por completo".

O Peru caminha "contra a corrente das tendências hemisféricas que pedem a avaliação dos resultados da guerra antidrogas, que provocaram muitas mortes na região", acrescentou Soberón.

Contudo, o país que defende a repressão é a guerra às drogas, o Peru está no topo da lista de países produtores de cocaína inclusive para o organismo das Nações Unidas sobre drogas, que junto com o Departamento de Estado dos Estados Unidos, estimam que sua produção anual de cocaína seja de 320 toneladas.

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics