quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Porque fumar com um bong? Existem vantagens e desvantagens?

Bom dia amigos maconheiros de todo o Brasil e do mundo! Hoje vamos falar sobre um assunto muito interessante, que faz parte dos hábitos de um maconheiro, mas que no Brasil temos essa prática pouquíssimo vista, em comparação a países como Canadá e Estados Unidos, o uso do b
bong de alta qualidade
ong, mas porque?

Primeiramente o brasileiro maconheiro tem o costume de fumar apenas cigarros de maconha, o famoso baseado, e não tem o hábito de gastar tanto dinheiro com artigos como bong, que em outros países são feitas verdadeiras coleções desses aparatos, que são lindo e práticos de se fumar. Mas acredite, a situação está mudando, quando as pessoas por aqui descobrem como é legal ter um bong, elas compram um!

Conheço amigos que após comprarem seu primeiro bong disseram: Descobri o que faltava na minha vida, um bong! E outros amigos que convido para dar uns hits e eles falam: "Ah não, aperta unzinho mesmo que rende mais..."

Mas será verdade? Um baseado rende mais do que uma bongada?

De fato em questão de tempo de duração do ritual, sim, o baseado queima por mais tempo, afinal no bong você queima tudo de uma vez com o isqueiro e puxa, o que rende umas 6 bolas (hits) em média. Porém deve-se levar em consideração outra coisa; cada hit de um bong vale por uns 10 hits de um baseado! E no bong é possível você dizer que está chapado logo após o primeiro hit,  o que dificilmente se faz com um cigarro de maconha.

Bong são artigos de enfeite e de utilidade maconheira, mas o que faz muita gente desistir de um é o fato de ter o trabalho de limpar, ao invés de apenas jogar a ponta fora. Mas vamos lá, não seja um maconheiro preguiçoso! Use seu bong, desfrute dele e depois vai uma dica: Um pouco de sal grosso e álcool, umas sacudidas e pronto, seu bong estará parecendo novo!

Se quiser conferir os melhores bongs do mercado, clique aqui.

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Governadora de Oklahoma apoia testar alguma forma de maconha medicinal

maconha medicinalGovernadora de Oklahoma, Mary Fallin, na quarta-feira pediu aos legisladores estaduais que permitam testes médicos explorando o uso de óleo de canabidiol, um componente não psicoativo da maconha, por doenças que causam convulsões e acidentes vasculares cerebrais em crianças pequenas. 

Se os legisladores apoiarem o esforço da governadora republicana, Oklahoma iria participar de uma série de estados conservadores-inclinando-se que recentemente sancionaram uso limitado de óleo de canabidiol, ou CBD. Dez estados, incluindo Alabama, Kentucky e Mississippi, legalizaram alguma forma de CBD este ano. 

O governador disse que ainda se opõe à legalização da maconha para uso recreativo e mais formas médicas que não exclusivamente o CBD. 

Em fevereiro, a Fundação Epilepsia aplaudiu estados que permitiram os ensaios clínicos de CBD, lembrando que estudos em animais e relatos apontam para alguma eficácia. A organização sem fins lucrativos disse que mais pesquisas são necessárias. 

Um estudo de 2014 publicado pela Cochrane Collaboration, uma rede sem fins lucrativos de acadêmicos da saúde, disse que não há conclusões confiáveis ​​que possam ainda ser desenhadas sobre canabinoides como um tratamento para a epilepsia. 

Ainda assim, a legalização de testes com CBD está crescendo em popularidade, permitindo estados para responder à demanda de alguns constituintes, sem a aprovação de leis abrangentes de maconha medicinal, disse Karmen Hanson, especialista em políticas de maconha medicinal para a Conferência Nacional de Legislaturas Estaduais. 

domingo, 17 de agosto de 2014

Fechamento semanal do blog Maconha da Lata

Blog Maconha da Lata
Bom domingo para meus caros leitores do Blog Maconha da Lata. Hoje é dia de fechamento semanal. Por aqui você poderá acompanhar todas as notícias que se passaram essa semana no blog, basta clicar na notícia que quer ler e pronto, fácil né? Falamos nessa semana sobre a situação cada vez melhor da maconha nos Estados Unidos, enquanto o país do norte só aumenta sua tolerância à maconha, nós aqui continuamos a esperar que um milagre aconteça para mexer na cabeça dos legisladores.
Segunda-feira, 11 de Agosto de 2014
Quarta-feira, 13 de Agosto de 2014
Quinta-feira, 14 de Agosto de 2014

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Maioria das pessoas na Flórida apóia a legalização da maconha

Eleitores da Flórida decidirão em novembro se querem que a cannabis medicinal se torne legal no estado da Flórida, nos EUA. Recentes pesquisas têm apoio em 88% para a iniciativa da cannabis medicinal, o que é encorajador para uma vitória no dia da eleição. A batalha de campanha na Flórida, tem sido feroz, com ambos os lados levantando milhões de dólares em contribuições de campanha. Parece que não só estão apoiando a cannabis medicinal na Flórida, mas também suporte para a legalização da cannabis para todos os adultos com mais de 21 anos. 

Na Flórida, o suporte para maconha de lazer não é tão fervoroso como da maconha medicinal, mas ainda é forte: 55 por cento contra 41 por cento. Os homens são muito mais elevados na ideia (61 por cento contra 36 por cento), enquanto as mulheres são mais uniformemente divididas, 49 por cento a favor e 45 por cento contra. A idade é um fator importante que contribui quando se trata de suporte para acender um cigarro para fins puramente recreativos. Setenta e dois por cento dos eleitores apoiam, sendo entre 18 - 29 anos, enquanto 59 por cento dos eleitores com mais de 65 anos se opõem a ela. Democratas e independentes são muito mais maduros sobre a ideia com 64 por cento e 55 por cento apoiam a ideia, respectivamente. Os republicanos se opõem a ela por uma margem de 56 por cento contra 41 por cento. 

Apoio à legalização da cannabis está crescendo em todo o país norte-americano. Pesquisas após pesquisas estão mostrando o apoio da maioria para a legalização da cannabis em muitos estados. Com o apoio de grandes meios de comunicação como o New York Times.

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Colorado gerou quase U$ 30 milhões em taxas na metade de 2014

legalização da maconhaA combinação das vendas de maconha recreativa legais, que começaram no dia 01 de janeiro, no Colorado, e as vendas de maconha medicinal legal, trouxeram ao estado norte-americano 29.800 milhões de dólares em impostos no primeiro semestre do ano, segundo dados divulgados pelo Departamento de Receita do Colorado. 

No total, houve mais de US $ 24,7 milhões da maconha vendida no Colorado, no mês de junho, um aumento de 19% em relação ao mês anterior. No mesmo mês, o Colorado arrecadou cerca de US $ 30 milhões em maconha medicinal. 

Com base na linguagem da Emenda 64, que legalizou a maconha no Colorado, os impostos ganhos das vendas de maconha recreativa estão divididos entre a construção de escolas, jurisdições locais e um Fundo de Caixa para a Maconha. 

No estado de Washington, havia cerca de US $ 3,8 milhões em maconha recreativa vendidas em julho, o primeiro mês de vendas legais, com apenas 18 pontos de venda em aberto.

As taxas geradas pelas vendas e consumo de maconha no estado do Colorado são os maiores exemplos do sucesso financeiro que é a legalização da maconha, além de arrecadar milhões em alguns poucos meses, o valor incalculável que deixa de ser gasto para reprimir a maconha é muito maior ainda do que os lucros, e somando tudo isso, muito lucro e nenhum gasto. Legalize já.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Las Vegas se vê lotada de pedidos por dispensários de maconha medicinal

dispensários de maconha medicinalA indústria de cannabis medicinal está prestes a expandir dramaticamente no estado de Nevada. O Estado de Nevada está para aceitar candidaturas de empresas de maconha medicinal. O maior mercado para as empresas de maconha medicinal em Nevada será, obviamente, Las Vegas. Las Vegas vai permitir que 12 dispensários de maconha recebam licenças e operem. Até agora, a competição tem sido dura. 

Cerca de 47 grupos jogaram seus chapéus no ringue de autorização de dispensários. Dado que Las Vegas, em última análise permitiu apenas 12 dispensários, pelo menos 35 candidatos serão rejeitados. A cidade recebeu um total de 63 aplicações por prazo da última semana para licenças comerciais de maconha medicinal. 

Há muito em jogo para a indústria de cannabis medicinal em Las Vegas. Sempre que há mais pedidos de empresas de maconha medicinal do que há licenças disponíveis, eu fico desconfiado. Os critérios para um negócio obter uma licença, provavelmente, não serão os mais justos, vão ser de quem esteja disposto a pagar mais dinheiro, ou quem ganha na loteria. 

Quando isso acontece, as pessoas que seriam melhores na operação do negócio e teriam o conhecimento mais aplicável podem não ganhar, e poderiam ter passado para alguém que é simplesmente de sorte, ou tem bolsos profundos, sem qualquer experiência anterior na indústria de cannabis. Com dispensários em Las Vegas aceitando os cartões médicos de outros estados, o negócio irá provavelmente crescer por mais uma indústria no destino de férias.
 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics