terça-feira, 22 de julho de 2014

Investigações no Colorado mostram que não têm lojas vendendo maconha para crianças

maconha no ColoradoUma das primeiras coisas que os opositores da reforma da cannabis dizem ao tentar espalhar a sua mensagem é que a legalização das vendas da maconha vão aumentar o acesso das crianças à cannabis. E isso será então acompanhado por um aumento no uso de maconha por pessoas menores de idade, é isso o que estes adversários afirmam. Mas as operações chamadas "pente-fino" feitas no Colorado mostram claramente que este argumento não tem qualquer fundamento.

Agentes reguladores recentemente conduziram operações pente-fino em lojas de maconha em Denver e Pueblo, no estado do Colorado. Indivíduos menores de idade foram enviados para vinte lojas diferentes para tentar comprar cannabis legal, semelhante à maneira como as operações são realizadas em varejistas de álcool. Todas as lojas se recusaram a vender cannabis aos indivíduos menores de idade. Isso é uma taxa de cumprimento de 100% da lei. 

Apesar do alcance limitado das operações na indústria da maconha em rápida expansão, o anúncio fornece um impulso bem-vindo à imagem das lojas de maconha. 

"Estamos satisfeitos com os resultados e continuaremos a acompanhar as empresas para garantir que os esforços de conformidade sejam mantidos," Lewis Koski, Diretor da Divisão de Execução da Maconha no Colorado, disse. 

Uma coisa é certa, hoje é uma minoria quase imperceptível no Colorado que ainda é contra a legalização da maconha, mesmo vendo todos os benefícios que ela trás, mas quem irá mudar a mentalidade dessas pessoas e das pessoas de outros estados e países são os próprios lojistas da maconha, que devem se mostrar empenhados em cumprir a lei com responsabilidade sempre.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Justiça de Massachusetts determina que polícia não pode fazer busca por suspeita de cheiro de maconha

baculejo policialSe você fuma maconha há um bom tempo como eu, as chances de que você já tenha sido pego pelos agentes da lei e eles terem pedido para revistar seu carro porque sentiram cheiro de maconha são altas, afinal quem nunca passou por isso? Os policiais costumam perguntar se eles podem pesquisar seu carro em primeiro lugar, e se você se recusar, eles fazem isso de qualquer maneira, porque eles dizem que o cheiro de maconha é indício suficiente para eles fazerem isso. Já me aconteceu mais de uma vez, e algumas vezes quando eu não tinha maconha no carro, apenas tinha fumado. 

É quase impossível convencer o oficial de que ele não sentiu cheiro de maconha. Uma vez que eles travam nessa ideia, se há realmente a maconha no carro ou não, os policiais estão em uma missão de pesquisar cada centímetro de seu carro. Agora por conta desses casos, que não são exclusivos do Brasil, se liga no que a lei de um estado nos Estados Unidos decidiu.

De acordo com a decisão da Suprema Corte de Massachusetts, o cheiro sozinho já não é uma razão válida para fazer varredura no veículo de alguém em Massachusetts, que fica no estado de Boston. 

A Suprema Corte Judicial de Massachusetts determinou quarta-feira que os policiais não podem pesquisar veículos com base unicamente no cheiro de maconha não queimada. O tribunal já havia decidido que buscas sem mandado a pedestres ou carros por cheiro de maconha queimada eram ilegais em 2011. Eles acreditavam que permitir buscas indevidas com base no cheiro de maconha seria inconsistente com a lei de 2008 que descriminalizou a maconha em Massachusetts. A decisão na quarta-feira foi baseada no fato de que o nariz humano não pode discernir a presença de uma quantidade criminosa de maconha em oposição a uma quantidade não-criminal. A posse de menos de uma onça não é um crime, em Massachusetts e, como a polícia não pode distinguir de forma confiável quantidades criminosas de maconha pelo cheiro, as buscas não seriam legais. Os juízes escreveram: "Nós não somos confiantes de que o nariz humano possa discernir com segurança a presença de uma quantidade de maconha criminosa." 

O tribunal disse que esta decisão foi coerente com a vontade das pessoas que querem a polícia para se concentrar em crimes mais graves. O tribunal rejeitou o argumento da aplicação da lei que eles podem pesquisar veículos com base no cheiro de maconha porque a posse de maconha ainda é crime sob a lei federal. Juíza Barbara Lenk disse: "O fato de que tal conduta é tecnicamente sujeita a uma proibição Federal não fornece uma justificativa independente para uma busca sem mandado." 

Massachusetts não legalizou a maconha e ainda não tem uma lei de maconha medicinal forte como outros estados, mas essa novidade é um adianto e tanto. Todo dia, sem exageros, mas todo santo dia acompanhamos uma notícia de alguma parte dos EUA em favor à maconha, enquanto no Brasil vivemos passando por essas humilhações injustificáveis.

domingo, 20 de julho de 2014

Fechamento semanal do Blog Maconha da Lata

Blog Maconha da Lata
Bom domingo para meus caros leitores do Blog Maconha da Lata. Hoje é dia de fechamento semanal. Por aqui você poderá acompanhar todas as notícias que se passaram essa semana no blog, basta clicar na notícia que quer ler e pronto, fácil né? Falamos nessa semana sobre o feriado nacional do haxixe nos Estados Unidos e sobre a frequente abertura que estão dando para a maconha. Se você deixou de ler algo, é só clicar em cada uma das notícias e ficar por dentro.
Segunda-feira, 14 de Julho de 2014
Quarta-feira, 16 de Julho de 2014
Quinta-feira, 17 de Julho de 2014

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Tocar música para as plantas de maconha ajuda elas a crescerem?

plantar maconhaUma vez eu assisti um episódio de Myth Busters que explorou que tocar música para as plantas ajuda elas a crescerem melhores e mais saudáveis. Quando o episódio começou, os caçadores de mitos pareciam céticos. No final do episódio, eles pareciam crédulos de que tocar música para as plantas, de fato, ajuda a crescerem, e que a música heavy metal, em especial, funcionou melhor. Um dos meus bons amigos começaram a tocar música heavy metal para as suas plantas de maconha a partir desse momento, e jura que tem ajudado muito as suas plantas. 

O episódio de Myth Busters parou de fornecer uma explicação sólida de por que a música ajudou as plantas a crescem. Um artigo recentemente publicado pela Science World Report dá uma boa explicação sobre como as vibrações, que podem ser causadas por música ou outras coisas, ajudam no processo de fotossíntese de uma planta:

"O que descobrimos é que, quando as lacunas no nível de energia estão perto de frequências vibratórias, você pode ter separação de carga reforçada", disse Ogilvie, um dos pesquisadores. Nossas experiências têm-nos dito sobre o tempo e os movimentos que são usados para separar a carga no centro de reação do fotossistema II importante. "

Certas vibrações ajudam o processo de fotossíntese da planta. Acho isso absolutamente fascinante. Seja lá qual for o gosto musical preferido das plantas de maconha, heavy metal ou Snoop Dogg, mas eu acho que é bom jogar algum tipo de música para elas, talvez música clássica. Tal como acontece com a maioria dos estudos como este, é preciso haver mais pesquisa.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Negócio da maconha medicinal está para florescer no estado da Flórida

futuro da maconhaComo o Estado da Flórida se prepara para votar a alteração da lei, em novembro, os analistas de negócio estão avaliando o potencial do maior mercado regulado de maconha medicinal da Flórida. Com base na sua história de lançamento de empresas de maconha no Colorado, Estados Unidos, primeiro mercado recreativo da América vai sediar uma reunião fim de semana com programas para os empresários que estão se preparando para entrar no mercado. 

"A Flórida tem a vantagem de aproveitar" lições aprendidas "de estados como Colorado, e transformá-los em melhores práticas. Esta vantagem competitiva pode ser aproveitada a partir de um quadro regulamentar do estado através da iniciativa de empresas privadas ", disse o governador da Flórida. "A maconha medicinal é estimada como uma indústria de US $ 785 milhões na Flórida. Nossa mensagem básica tanto para aqueles que querem investir em cannabis ou vender maconha legalmente é se envolver no processo político nos níveis estaduais e locais. Se você está interessado em vender cannabis, conhecer seus legisladores estatais e autoridades locais, porque eles são os únicos que você vai trabalhar com a regulação e passar a se permitido. "

Esse é o futuro da maconha, a regulamentação, proveniente de uma descriminalização, o que permite uma atuação fiscal correta sobre o mercado da droga, taxando e cobrando impostos de quem compra e vende maconha.

Essa iniciativa na Flórida é muito importante para mostrar que o governo tem que agir do lado da população, minando o crime organizado e deixando o imenso mercado da maconha nas mãos de pessoas do bem, que pagam impostos e investem na melhoria da cidade, estado e nação.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Os clientes nos EUA estão dispostos a pagar mais por uma maconha legal e segura

legalização da cannabisExistem agora dois estados que permitem vendas de maconha recreativa legal. Esses dois estados são, naturalmente, Colorado e Washington. Colorado foi autorizando vendas de maconha recreativa legais desde 1 º de janeiro de 2014. Washington começou as vendas de maconha recreativa legais em 8 de julho de 2014. 

Uma coisa que se destaca ao longo do tempo entre os consumidores de cannabis são os preços para a maconha recreativa legal. No dia de abertura, no Colorado, os preços subiram a US $ 100 para 3,5 gramas de cannabis. Os preços têm baixado desde quanto mais oferta atingiu a demanda no Colorado. No dia da abertura, em Washington, os preços mais elevados foram em torno de US$ 25 por grama. Compare esses preços estimados para os preços do mercado negro, que podem ser tão baixos quanto $5 por grama em algumas áreas, e produto de qualidade similar. 

Muita gente se perguntou se os altos preços afastar a demanda pela maconha legal. Felizmente para a receita fiscal e apoiadores da indústria da cannabis legal emergente, os altos preços não parecem incomodar os clientes. 

Embora eu gostaria de ver o preço inferior a US $ 25 por grama, eu estou contente que os clientes vêem o benefício de apoio jurídico às empresas reguladas de maconha em vez que saem do mercado negro. Apoiar os varejistas de maconha legal apoia os americanos que trabalham duro, escolas e segurança pública. Quando alguém compra cannabis no mercado negro, muitas vezes eles não têm ideia de que seus dólares estão indo para a compra de armas e fortalecimento do crime. Quanto tempo os clientes vão sustentar os preços que são muito mais elevados do que no mercado negro? Só o tempo dirá. Mas, por enquanto, os preços não parecem incomodar os clientes.
 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics