sábado, 1 de setembro de 2012

Pacientes de Maconha Medicinal reclamam do programa no Arizona


Quando os eleitores do Arizona legalizaram a maconha medicinal em 2010, a intenção era a de ajudar os pacientes, mas agora alguns pacientes de maconha medicinal dizem que partes da lei estão fazendo mais mal do que bem.

Primeiro, há a parte da lei que exige que o Departamento de Saúde do Arizona mantenha um banco de dados de todos os que tem um cartão de maconha medicinal no estado.

"A linguagem da lei nos obriga a manter esse banco de dados para a aplicação da lei e os empregadores podem acessá-lo", disse Will Humble  do Departamento de Serviços de Saúde.

Os empregadores devem se registrar com o Estado para ter acesso ao banco de dados, e eles só podem digitar um número do cartão para determinar se ele é válido. Além disso, as seções da ARS 36-2813 (b) protegem os trabalhadores de ser demitidos apenas por causa de sua condição de titular do cartão.
Scott Richardson sofre de dor crônica, e tem uma receita para maconha medicinal. Ele tem sérias preocupações sobre o que ele sente é uma invasão de sua privacidade.

"É muito controverso", disse ele. "Eu acho que é algo que deve estar na confidencialidade de um médico e do paciente."

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics