sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Piloto da Stock Car é pego no antidoping por uso de maconha


Após a polêmica da suspensão de lutadores de MMA depois de serem flagrados com maconha no exame antidoping, agora os olhos se voltaram para a Stock Car, principal categoria do automobilismo brasileiro, depois que o piloto Marcos Gomes foi suspenso por seis meses por conta das substâncias encontradas no seu exame durante a 3ª etapa da Stock Car, em Velopark, Rio Grande do Sul, entre elas, maconha.

Segundo a nota divulgada pela CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), o exame deu positivo para canabinoide (presente na maconha), metifenidato (estimulante) e isometepteno (substância encontrada em analgésicos e remédios para espasmos musculares).

Marcos Gomes, de 28 anos, é filho do ex-piloto Paulo Gomes, o Paulão, primeiro campeão da Stock Car, em 1979, atual diretor da CBA.

Inicialmente, em julho deste ano, a punição ao piloto havia sido de um ano, mas o recurso julgado neste mês reduziu a pena para seis meses, basicamente por três motivos: as substâncias não reverterem benefício de rendimento ao atleta ou serem camufladoras de outras; o réu ser primário e, por fim, o piloto ter confessado a culpa.

A Medley Full Time, equipe pela qual Marcos Gomes competia, o substituiu por Felipe Maluhy nas provas de Salvador, Cascavel e Tarumã, e Rubens Barrichello para as três últimas da temporada (Brasília, Curitiba e São Paulo, a Corrida do Milhão, que acontece no dia 9 de dezembro). 

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics