sexta-feira, 26 de julho de 2013

Aumenta preocupação com a maconha na Austrália

fumar maconhaAs autoridades australianas estão preocupadas com o fato de que está existindo uma maconha mais potente no país continental. De acordo com amostras confiscadas de usuários recreativos e produtores, as plantas estão sendo aprimoradas para produzirem cada vez mais THC, o princípio ativo da maconha.

As variedades da maconha nativas, sem cruzamentos, que existem por diversas regiões do mundo, têm um nível de THC baixo, raramente passando de 5%, porém todas as espécies de maconha cruzam-se entre si e geram uma nova variedade que pode ser cruzada com outras, e assim tendo uma possibilidade possivelmente infinita de cepas de maconha. Chamadas normalmente de Skunk, essas cruzas tendem a herdar as características de seus pais, ficando cada vez mais potentes.

Existe uma preocupação internacional generalizada, que acredita que o uso de maconha com elevados níveis de THC é arriscado para pessoas que têm tendências a sofrer de distúrbios psicológicos, o que mais uma vez reforça a ideia de que o uso da maconha em certos casos requer um acompanhamento médico, exigindo uma legalidade para lidar com a substância.

Há um lobby na Holanda para classificar as amostras de maconha quanto a sua potência, até 5% a cepa é considerada fraca, de 6% à 14% é considerada nível moderado, de 15% pra cima é considerada uma variedade forte, potente.

Mais de 40% das amostras aprendidas com usuários nas ruas de Sydney tinham um teor de THC acima de 15% (forte), e mais de 55% das amostras apreendidas com produtores tinham o valor alto de THC. Outro fato que começa a se compreender, mas que necessitaria mais estudos específicos, é que outro canabinoide da maconha, o CBD, é um balanceador do THC, ele também tem alto valor medicinal, principalmente para combater dores, ele é o responsável por balancear os fortes efeitos do THC no cérebro, porém as amostras australianas continham pouco desse elemento, aproximadamente 85% das amostras gerais tinham menos do que 0,1% de CBD, o que diminui o valor medicinal da erva e aumenta o potencial narcótico. 

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics