segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

10 razões pelas quais a maconha deve ser legalizada

cannabis medicinalNós todos sabemos que a maconha deveria ser legal,
e aqui estão as nossas 10 melhores razões.

Se você tiver sorte, então você pode viver em algum lugar onde a cannabis já foi legalizada. Se não, não tenha medo, a mudança pode estar no horizonte. A opinião pública mundial sobre a natureza da maconha é lenta, mas seguramente, está a mudar. Graças a um fluxo constante de pesquisas, estamos descobrindo que a cannabis não só é muito menos prejudicial do que muitos temem, mas que ela também pode ser um grande trunfo para a humanidade.

Com isso em mente, aqui estão as nossas 10 principais razões de por que a maconha deveria ser legal.

10. PROIBIÇÃO NÃO FUNCIONA
 Não importa o que os governos do mundo tentem, nada parou a produção e a venda de cannabis ilegal. Embora tenha sido banida por quase 75 anos, o uso de cannabis tem sempre continuado a subir.

9. PROIBIÇÃO custa bilhões PARA MANTER
 Pensa-se que os EUA sozinhos gastam 42.000 milhões de dólares a cada ano para tentar impor a proibição da maconha. Basta imaginar como esse dinheiro poderia ser melhor gasto se fosse legal nacionalmente por lá.

8. NÃO É UMA DROGA DE ENTRADA
 Alguns estudos sugerem que a maconha é uma porta de entrada para drogas mais pesadas, mas como uma forma de artigo científico da América, esses estudos estabelecem correlação, não a causa. Aqueles que vão para o uso de drogas mais pesadas também usam tabaco e bebem álcool, e, como mostra a pesquisa, o álcool tem um risco muito maior de ser uma porta de entrada da cannabis. Quando você combina isso com o fato de que a grande maioria das pessoas que bebem álcool o fazem em uma base regular, e que a maioria das pessoas admitem ter provado maconha antes, mas não foram para substâncias mais pesadas, você deve ter uma ideia de quão falsa é a afirmação de que a cannabis age como uma droga de passagem para outras.

7. A regulamentação da maconha acaba com o dinheiro dessa erva fluindo para o crime organizado.
 Onde você gostaria mais de ter os bilhões de euros gastos em maconha entrando? Na economia e impostos, onde serão reinvestidos em sua comunidade, ou nas mãos de quadrilhas internacionais, que vão usá-lo para alimentar a violência e o sofrimento? Quando a cannabis for regulada, ela garantirá que as pessoas comprem de fontes seguras, criem postos de trabalho, e garanta que o dinheiro não está caindo em mãos erradas. Sabemos que preferem ter o dinheiro arrecadado com as vendas de maconha voltado para nossas escolas, hospitais e serviços públicos, ao invés de algum buraco negro criminoso e sombrio.

6. LEGALIZAÇÃO FAZ A CANNABIS MENOS acessível às crianças
 Ao contrário da crença popular, a legalização da cannabis torna mais difícil de obter, para usuários menores de idade. Isso ocorre porque, em vez de qualquer pessoa de qualquer idade com uma nota de 20 reais poder comprar alguma maconha, uma vez que é regulada, você precisa mostrar identidade. Por exemplo, olhe para o Colorado onde a cannabis foi legalizada para uso recreativo por adultos em nível estadual. Desde a sua legalização, o uso por estudantes do ensino médio caiu, seria mera coincidência, então porque ainda não aconteceu o contrário, como afirmavam os proibicionistas?

5. A CANNABIS tem um risco MUITO BAIXO DE ABUSO
 Não importa o quão anti-cannabis os ativistas proibicionistas se mostrem, o vício em cannabis é algo extremamente raro! As tendências atuais sugerem que 1 em cada 11 indivíduos vai se tornar um viciado, no entanto, o Dr. Drew Pinksy, um especialista em dependência afirma que os vícios de maconha eram "muito incomuns" e que a figura 1 em 11 tem sido, em grande parte inflado e fora de proporção; e mesmo se fosse verdade, isso ainda é menos viciante que o álcool e o tabaco.

Mesmo a investigação iniciada pelo congresso dos Estados Unidos ter descoberto que o vício é raro, também afirmando que, quando isso aconteceu foi menos grave do que com o álcool ou a dependência da nicotina, por exemplo.

 Fonte Dr. Pinksy: http://www.huffingtonpost.com/sunil-kumar-aggarwal/cannabis-depedency-drug-war-bad-science_b_4675961.html 

4. Maconha é mais segura do que o álcool
 Bastante auto-explicativo, realmente, a maconha não só irá deixar de te transformar em um bêbado chato, inconveniente e desagradável, mas também não te deixará turbulento, e potencialmente violento, além de ser também muito mais segura para o corpo - o que faz as pessoas que adoram bebidas e odeiam maconha torcerem o nariz diante este fato consumado.

 Fonte: http://www.mpp.org/media/marijuana-vs-alcohol.html

3. Ninguém nunca morreu de overdose de CANNABIS NO MUNDO
 No conjunto da história humana não houve uma morte registrada diretamente decorrente do uso de cannabis. Pode a mesma coisa ser dita para tais toxinas como o álcool? Não, elas não podem. A Organização Mundial de Saúde estima que o consumo de álcool é responsável por 3,3 milhões de mortes no mundo a cada ano. No entanto, isso é de alguma forma legal? Claro, você compra o álcool e sua possível morte associada em qualquer padaria.

 fonte: http://www.who.int/substance_abuse/facts/alcohol/en/

2. A maconha é um medicamento eficaz contra muitas enfermidades
 Você quer saber como ela é eficaz? Bem, as empresas farmacêuticas têm demonstrado ser a principal força motriz por trás da monetária luta para manter a cannabis ilegal. Por quê? Porque eles estão com medo. Amedrontados, pois uma vez que ela possa se tornar legal, as pessoas vão usá-la como uma alternativa para os seus muitos comprimidos. Além disso, é uma planta, de modo que ninguém pode patenteá-la, e sem patente não existe lucros exorbitantes para as indústrias farmacêuticas.

Condições que são conhecidas por se beneficiarem de maconha incluem dores crônicas, HIV, câncer, epilepsia, distúrbios alimentares, stress, ansiedade, insônia, falta de apetite e muito mais ...

Atenção: Nós colocamos uma enorme ênfase na palavra "conhecidas". Nós não podemos, e não, damos conselhos médicos. Por favor, faça sua própria investigação sobre as descobertas científicas e as potenciais aplicações médicas da cannabis - há muito ai no mundo da internet.

1. LIBERDADE DE PENSAMENTO
 A guerra contra às drogas é uma guerra contra a liberdade de pensamento - como adultos é nosso direito fundamental de escolher livremente quais as substâncias que apresentamos em nossos corpos. Sim, algumas substâncias têm efeitos negativos - mas isso não justifica a criminalização. Se qualquer coisa, chama para a educação honesta sobre as drogas e seus efeitos sobre o corpo e a mente. Sobre aspectos de saúde há razões sólidas para justificar a proibição, muitas atividades perfeitamente legais são perigosos e devem ser proibidos seguindo o mesmo raciocínio. Particularmente no caso da cannabis, com uma ampla gama de usos medicinais comprovados e apenas os riscos marginais, a proibição é um ataque fundamental sobre a nossa liberdade básica de viver livremente.

E você o que acha sobre a proibição da maconha? Convidamos os leitores a refletirem um pouco, não somente sobre suas opiniões já formadas, mas sim sobre o contexto geral, global, proibir uma planta é eficiente? Eficiente contra o que exatamente? É justo? Justo sobre o que exatamente? Pense, discuta e comente.

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics