sábado, 3 de setembro de 2011

Mais um estudo aponta que Maconha ajuda no tratamento de câncer

Enquanto no Brasil a maconha medicinal ainda é um grande tabu, gerado muito das vezes pela desinformação e ignorância. Neste mesmo tempo, porém, em que os proibicionistas lutam e gastam suas energias com argumentos ultrapassados e um discurso cheio de meias verdades, pesquisas surgem a todo momento comprovando o verdadeiro lado da Maconha: o benéfico.

A mais recente pesquisa sobre Maconha Medicinal realizada pela Center for Medicinal Cannabis Research (CMCR) da Universidade da Califórnia , dá conta que o THC age significativamente sobre a percepção da dor, revelando-se útil para o tratamento das reações adversas da quimioterapia em pacientes com câncer, como náusea – o que pode ser explicado pela presença de receptores canabinoides no tronco encefálico, envolvido no reflexo do vômito. A substância também parece agir sobre as dores da neuropatia periférica – perda da sensação de toque ou mesmo sensibilidade excessiva da pele – em pessoas com HIV. Os efeitos foram verificados em pacientes que inalaram a erva.

"O cérebro reage à Cannabis porque produz e libera naturalmente substâncias equivalentes às encontradas na planta. De forma simplificada, produzimos uma espécie de 'maconha interna'– os endocanabinoides", explica o neurobiólogo Sidarta Ribeiro, diretor do Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O sistema endocanabinoide responde a substâncias sintetizadas pelo próprio organismo e àquelas presentes na maconha. A diferença está na maior especificidade – em que partes do cérebro e em que circunstâncias os canabinoides endógenos agem – e nas quantidades liberadas, mais reduzidas em comparação com a erva.

Cientistas acreditam que propriedades da maconha podem ajudar a entender mecanismos da dor, da memória e de doenças degenerativas

1 comments:

Anônimo disse...

Maconha medicinal é o futuro!

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics