quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Confira alguns doidões que revolucionaram a ciência

O convivo do ser humano com as drogas já vem de muito tempo. Com o atual estado de proibição e repressão, muitos tem verdadeira ojeriza à qualquer substância entorpecente e normalmente fazem uma relação ao uso de drogas e o fracasso na vida. Com este intuito e uma pitada de bom humor, fizemos uma pequena lista, com alguns verdadeiros gênios, que mudaram o curso da história, mas também adoravam se utilizar de substâncias ilícitas.

Sigmund Freud:

O “pai da psicanálise” foi usuário de cocaína em um período em que ela não era proibida. Inclusive, o estudioso escreveu vários tratados que alegam a eficiência da droga para fins antidepressivos e estimulantes. Por muito tempo, Freud usou a cocaína também como tratamento para problemas nasais.
Steve Jobs:
Um dos maiores gênios da computação admitiu ter utilizado LSD quando era jovem. Jobs inclusive revelou que essa foi “uma das duas ou três coisas mais importantes” que ele fez em sua vida.


Bill Gates:  

É um dos fundadores da Microsoft e idealizador do sistema operacional Windows. Ao contrário de Jobs, ele não concorda que as drogas tenham sido importantes para a vida dele. Mesmo assim, admitiu (em entrevista à Playboy, em 1994) que antes de seus 25 anos passou algum tempo sob o efeito da dietilamida de acido lisérgico (LSD).

Francis Crick:

Você pode não saber quem é Francis Crick, mas tudo o que você conhece sobre a estrutura do DNA é devido aos estudos dele. Crick foi assumidamente usuário de LSD e há suspeitas de que seus tratados sobre o DNA tenham sido criados com a influência dos alucinógenos.

Thomas Edison:



Thomas Edison é reconhecido como o criador das lâmpadas incandescentes e há muitos relatos que apontam para a relação entre o inventor e a utilização de cocaína. O cientista apoiava o consumo de um elixir de coca, que o deixava acordado por mais tempo para que pudesse criar e trabalhar.


Benjamin Franklin:

Um dos líderes da Revolução Americana (que deu origem à independência dos Estados Unidos) é também reconhecido internacionalmente pela sua relevância nos conhecimentos acerca da eletricidade e da condução elétrica. No final de sua vida, ele sofria com muitas dores por pedras nos rins e, segundo um artigo publicado na Scientific American (em 1991), ele consumia ópio para aliviar a dor.

Winston Churchill:

Também conhecido como gás hilariante, o óxido nitroso é importante para fins medicinais, devido ao seu poder sedativo. Winston Churchill (Primeiro Ministro britânico durante a Segunda Guerra Mundial, peça vital para a vitória dos aliados) acabou se viciando no gás

Douglas Engelbart:

Reconhecido como o inventor do mouse, Douglas Engelbart assumiu publicamente que passou bom tempo de sua vida em estado alterado. Assim como Jobs e Gates, ele utilizava LSD para “despertar-se sensorialmente”.

John Lennon:

Líder dos Beatles e um dos maiores nomes da contracultura, John Lennon foi muito importante para a mobilização dos jovens contrários à ocupação norte-americana no Vietnã. Há relatos de que ele tenha consumido maconha, LSD e cogumelos durante sua vida – sendo que as drogas teriam sido responsáveis por boa parte das composições dele.



8 comments:

Anônimo disse...

desculpem mais os unicos revolucionarios da ciencia são freud (que realmente estudava a cocaina e dava ela a seus pacientes) e francis crick, que realmente revolucionou a ciencia. outros poderiam ser citados no lugar de por exemplo winston churchill

Anônimo disse...

Ok, ok, bla, bla bla, ao anônimo de cima! Cite outros pra nós!! O fato de você achar que esses não revolucionaram, não quer dizer que vc esteja certo!!

Anônimo disse...

fora, que se for colocar todo mundo tem muita gente....

Tiago Malta disse...

O problema do Freud é que realmente ele a utilizou e usou com seus pacientes, assim como também usou a hipnose. Mas depois viu que eram pouco terapêuticas, desistiu dela e formulou a psicanalise

Anônimo disse...

Carl Sagan era um famoso e notório Maconheiro, assim como Jacques Cousteau. A maioria dos grandes cientistas do século XX tinha alguma relação com drogas. Stephen Hawking é famosos por beber pra caralho enquanto ainda podia. E quase todas as outras personalidades histórias devem ter bebido álcool. Para quem não sabe: uma droga bem mais pesada que maconha, LSD e maconha juntas :D

Boldinho_D2 disse...

Isso ai galera! O negócio é sempre ajudar quando puderem! Legal suas citações, anônimo!!! Tem uma galera do iluminismo tb que gostava de haxixe :-)

Anônimo disse...

Posso citar outra figura muito louca, o extravagante e excêntrico pintor catalão criador do surrealismo Salvador Dali, que tomava LSD para pintar seus quadros que tinham uma combinação de imagens bizarras, oníricas com uma exelente qualidade plástica. Era amigo de Walt Disney e de Alfred Hitchcock. Então não vem com esse papo furado que relaciona ou associa uso de drogas com fracasso de vida, não tem nada à ver pois quem tem tedência ao fracasso já é um fracassado por natureza.

Anônimo disse...

O problema não esta nas drogas, e sim na pessoa! Um ser humano com problemas ao usar drogas pira, outro ser humano livre de preconceitos ao usar drogas descobre o eterno e o infinito, a verdade sobre o tempo e espaço, o Deus interior. Se liberta e voa para o sempre. Descobre sua verdadeira essência e origem, e pra onde vai. Como diria Bil Hicks "existem drogas no mundo que Deus colocou para nossa Evolução". David R T

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics