domingo, 2 de setembro de 2012

Maconha: chegou a hora de legalizar!


Segundo dados recentes divulgados por pesquisadores da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), um em cada dez brasileiros adultos já experimentou maconha. De acordo com dados da mesma pesquisa, 1,5 milhão de usuários usam a erva frequentemente no país.

A Cannabis sativa, nome científico dessa erva conhecida pela humanidade há cerca de 6 mil anos, tem sido alvo de discussão e debates ao redor do  mundo a respeito de seus efeitos sobre o organismo e o impacto que sua legalização teria sobre a sociedade. No último relatório da Organização das Nações Unidas sobre o assunto, a instituição estima em 150 milhões o número de usuários diários da planta ao redor do mundo, mas, por se tratar de uma prática ilícita, esse número pode ser ainda maior devido à inibição do usuário em responder aos institutos.

O debate mundial a respeito dessa “planta da discórdia” tem várias vertentes: saúde pública, econômica e legal. No tocante à saúde, devido aos seus efeitos lesivos sobre o organismo do dependente e o impacto disso na sociedade; economicamente, pelo consumo desenfreado de uma substância não tributada; e legal, por se tratar de um dos braços de financiamento da máfia e do crime organizado. Nesse conjunto de substâncias ditas ilícitas, também devem ser lembradas a heroína, o crack, o ecstasy, o haxixe e o LSD, entre outras menos consumidas, além, é claro, do álcool, substância psicoativa de maior consumo em todo o mundo, com efeitos mais devastadores do que todas as outras juntas.

Contudo, ainda sim, a proibição da maconha causa mortes e um grande derramamento de sangue, sem contar, que a política da repressão não ajuda em nada, quando se diz em recuperar um usuário crônico da substância. Chegou a hora de testarmos uma nova política de drogas.

2 comments:

Anônimo disse...

Hoje segunda-feira 3 de setembro. O senado ainda não colocou o resultado da enquete:

Você é a favor ou contra o projeto que permite a produção e o porte de drogas para consumo próprio (PLS 236/12)?

Foram mais de 370.000 votos -> 85% favor e 15% contra.

Foram quase 315.000 pessoas à FAVOR.!!!!!


Vamos fazer barulho para ver o resultado exposto no site como estão as outras enquetes.

http://www.senado.gov.br/noticias/DataSenado/

O que o dirá, agora, o presidente da CCJ, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), que afirmou não ter feedback da sociedade sobre a nessecidade de legalizar a maconha?

- Acho que a liberação da maconha não é importante para a sociedade brasileira. Eu não venho recebendo esse feedback – comentou.

Foram quase 315.000 pessoas à FAVOR.!!!!! 85% a FAVOR

Isso porque só 370.000 votaram. Mas nós sabemos que no brasil tem mais de 1.500.000 usuários de canabis.

Vamos anotar e divulgar os nomes de todos os políticos que são contra a legalização e a favor do tráfico!!

Com certeza eles tem o que ganhar com isso!!!

"Nosso voto é a nossa força!!!!!"

Anônimo disse...

Parabéns ao Senado. Eles realmente puseram o resultado da enquete no site.

Quase 85% dos votos apoiaram legalizar produção e porte de drogas para consumo próprio. Enquete do DataSenado mostra que 84,92% dos 370.843 votos registrados no site do Senado manifestaram apoio à proposta de reforma do Código Penal Brasileiro que permite a produção e o porte de drogas para consumo próprio. Os internautas puderam votar entre os dias 16 e 31 de agosto.

Vejam que foto linda

http://www.senado.gov.br/noticias/DataSenado/

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics