segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Feliz 2013. E que neste novo ano tenhamos mais maconhistas que maconheiros!!


Esse ano foi um ano de grandes transformações para quem de alguma forma torce ou luta por uma política de drogas que inclua a redução de danos como a chave principal para a minimização dos problemas causados pelas drogas, principalmente quando falamos de drogas mais pesadas, como a cocaína e o crack, principal vilão das drogas, que mais uma vez teve sua disseminação ajudada pela proibição e pela falta de informação. Para quem não conhece a história do crack, entenda que ele foi disseminado pelo Brasil devido à falta de políticas públicas eficientes, o qual trataram muito erroneamente como uma “maconha mais forte”.

É um completo absurdo o jeito que nossas autoridades tratam o  problema das drogas. Contudo, devido ao nossos esforços – digo de todos, os que saíram do armário e se assumiram, a velha guarda do ativismo, os novos e os que entenderam que a revolução começa em casa- a situação vem mudando e digo isso com todo o otimismo, devido a uma mudança comportamental principalmente nos jovens da geração da internet, que se assumiram e vem batalhando por uma lei de drogas que separe cada usuário e cada droga, não mais tratando usuários de maconha, como usuários de crack, que em suma, devido ao vício, acaba por praticar pequenos furtos. 

Como vemos, o crack é uma droga muito forte e que causa uma grande dependência no usuário, o que leva a viver em função da droga, porém, este ano, mais uma vez as pesquisas foram favoráveis à desmistificação da maconha, que por incrível que pareça, em países liberais, como na Holanda, se usam da baixa ou nula dependência da maconha, para medicar e diminuir os efeitos dos ataques de abstinência causados pelo crack.

Pode parecer uma coisa de outro mundo, mas os resultados apontam para uma taxa considerável de pessoas que gradativamente pararam de usar crack e também maconha, uma vez que a dependência da maconha é psíquica. Como diz bem o FHC, que não foi um bom presidente para o Brasil, mas é um ótimo sociólogo e respeitado pelo mundo inteiro: “ Só não muda de opinião quem é burro”.


Porém, a maior notícia para nós foi o país vizinho Uruguai, que tenta em um projeto polêmico estatizar a maconha, para que o governo enfraqueça o narcotráfico e assim consiga fazer com que se tirem os usuários de maconha do ciclo da criminalidade e como consequência os  tirem da oferta de drogas mais pesadas, como a cocaína e um subproduto do resto pasta de coca, altamente viciante, parecido com o crack que conhecemos no Brasil.

Para finalizar ao ano e com chave de ouro, quando já não esperávamos nada - após o adiamento da votação do novo código penal para o próximo ano, devido as eleições  - vimos os estados de Washington e Colorado nos agraciarem como os pioneiros a legalizar a maconha, uma vez que nas eleições americanas, que também foram realizadas este ano, mais precisamente em novembro, tiveram a realização de um plebiscito, que afronta diretamente a lei federal dos EUA, contudo, como naquele país os Estados tem autonomia de decidir por algumas leis que regem o local, a mudança deve ocorrer, uma vez que estes estados já possuíam programas de maconha medicinal. Esta decisão, coloca em cheque e faz pressão no Governo dos EUA, que mantém a política de proibição, para lucrar com isto, uma vez que o EUA tem uma política bem definida sobre um capitalismo bem agressivo, não importando se para isso eles precisem apoiar a guerra às drogas, pois são  os principais produtores de armas do mundo e lucram altamente com isso. Lembre-se que quem produz armas acaba produzindo para os dois lados, é muito lucro!!

Esta é apenas mais uma guerra que eles fizeram para aumentar a sua renda, e não vão abrir mão de uma mina de ouro, por este simples motivo o governo federal não aceita a mudança das leis. Por este mesmo motivo eles mantém uma guerra no Afeganistão, com  a diferença que além do lucros da fabricação de armas, também existe o intuito de pegar o petróleo da região, que tem o "ouro negro" como principal fonte de renda do país.

Porém como eu sempre defendi, esta é uma mudança ideológica, que o que vale é a informação de qualidade. E é por esta razão, que eu tenho grandes esperanças na nossa causa, que vai muito além de apenas fumar um baseado, mas sim de uma construção de uma sociedade mais justa e mais tolerante e é por este bons resultados que vamos conseguindo no mundo inteiro, apoiados por políticas europeias de grande sucesso, quando o assunto é descriminalização das drogas, que eu me baseio para pedir a vocês que conversem com quem puder, que mude  o conceito dentro de sua casa, pois como nunca é demais lembrar : a revolução começa dentro de sua casa!

Com sua mudança de pensamento e mostrando para seus familiares que você não é bandido e continua o mesmo, fazendo por onde as pessoas te respeitem, pois o respeito é imposto pelas suas atitudes. Mostre a eles, tenham coragem, que fumar maconha é apenas mais um estilo prazeroso de vida, assim como tomar uma cervejinha aos finais de semana ou após o trabalho. Lembre-se de mostrar, que os usuários de maconha são as mesmas pessoas que eles gostam, que afinal eles querem o bem e nós só queremos o respeito e o respaldo principalmente deles, pois afinal, todos precisam de apoio familiar para vivermos bem.

EU EL Charro, que já fui o Boldinho_d2, e que já passei por todas as discórdias com familiares - e por isso falo da importância de conversar em casa sobre a tão polêmica maconha - e que venho a  dois anos  à frente deste blog, desejo a vocês uma virada de ano enfumaçada e de muita paz e sucesso profissional, pois nós trabalhamos ,sim!! Quem sabe desta forma, com um novo ano, nova vida, tenhamos mais canabistas, ou maconhistas, do que maconheiros. Afinal, precisamos usar da verdade,que está  do nosso lado, para desmistificar  as mentiras passadas e bem trabalhadas pelos EUA sobre a maconha. Pense bem, precisamos fazer apenas o mesmo, trabalhar a informação, com a vantagem de estarmos trabalhando com uma informação verdadeira, que desqualifica as afirmações dos conservadores e proibicionistas, leigos e aproveitadores com a ciência, que nos prova ao contrário sobre a maconha. 

Fica ai uma pergunta a quem é contra: Sabendo das descobertas da ciência que apontam que o nosso corpo possui mais receptores canabinoides que receptores de dor,como uma substância que contém mais de 80 canabinoides pode ser prejudicial? E se os canabinoides são tão prejudiciais, porque produzimos vários endocanabinoides, a ponto de ser descoberto pelos cientistas um que produz efeitos parecidos com o da maconha, o qual batizaram de Anandamida, e vulgarmente  conhecido pelos  mesmos descobridores como a maconha do corpo humano? Eis a questão!!! O que me parece é , mesmo não sendo cientista, vejo que as evidências apontam para uma situação de que a maconha não é tão prejudicial ao corpo humano, até por ser tratar de algo que não é estranho para o corpo. Está ai para quem quiser ver e duvidar é só procurar sobre anandamida... Aproveite você também para questionar isto com seus amigos!!!

Ah, para não esquecer, como já disse o bom e velho ativista, antropólogo, e muito respeitado pela galera do Maconha da Lata, Sérgio Vidal : "Quem não defende a maconha, não deveria fumá-la"". Isso porque se quer se beneficiar do seu efeitos, e não pode defendê-la é melhor não fumá-la!! Um pouco de ilusão, até porque tem muito maconheiro ai recalcado, que não tem peito de defender, mas sabe que ela é gostosa de usar e gosta do seu efeito relaxante. Contudo, esta frase serviu para eu começar a defender a maconha e foi assim que tem dois anos que estamos ai, escrevendo, e aprendendo com todos os maconhistas do Brasil, que estão nos mostrando cada vez mais que a revolução está chegando!! Boas festas e boas reflexões sobre o tema que influencia diretamente a todos nós que fumamos um baseadinho e cultuamos os benefícios da cannabis e como não poderia deixar de ser, como bons cidadãos trabalhadores, exigimos respeito por nossas escolhas individuais, até porque nossa Constituição já prevê que as escolhas individuais sejam respeitadas.

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics