quinta-feira, 18 de abril de 2013

Árbitro que trabalha em eventos do UFC é acusado de tráfico e pode pegar prisão perpétua


Após se ausentar por muito tempo dos eventos de MMA, inclusive do UFC, onde já esteve presente até em disputas de cinturão, o árbitro Josh Rosenthal finalmente declarou o verdadeiro motivo de estar longe dos octógonos. Rosenthal está sendo acusado de fabricação e tráfico de maconha.

Há um ano, agentes federais norte-americanos invadiram uma propriedade de Rosenthal na cidade californiana de Oakland e encontraram 1.356 plantas de maconha, de acordo com informações obtidas pelo site MMA Junkie. A droga encontrada estaria avaliada em mais de seis milhões de dólares (aproximadamente R$ 12 milhões).

O árbitro deve se apresentar na Corte norte-americana no dia 17 de maio. Caso aceite o acordo proposto, Rosenthal pegará pena de 37 meses, multa e cinco anos de liberdade condicional, no qual estaria sujeito a buscas aleatórias em suas propriedades. Se não aceitar o acordo, a pena, caso ele seja declarado culpado, varia entre 10 anos e prisão perpétua, multa de 10 milhões de dólares (cerca de R$ 20 milhões) e mínino de cinco anos de liberdade condicional. Rosenthal e seu advogado não se disponibilizaram para discutir o caso. 

Anteriormente, o árbitro havia dito ao site Bloody Elbow que sua longa ausência era fruto de uma infecção e que estaria de volta em maio, não mencionando qualquer problema com a lei.

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics