quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Escolhendo sua espécie desejada

É muito importante começar sua plantação de maconha com uma boa genética. O que é boa genética? Só você pode dizer. Você prefere uma onda forte, sedativa, que te coloca pra dormir? Ou você quer voar alto numa euforia cerebral que te deixe confuso e nas nuvens?? Ou talvêz um pouco de cada? Existem três espécies distintas de variações da planta de marijuana. Essas três variações incluem Cannabis Sativa, Cannabis Indica e Cannabis Ruderalis:
Cannabis Sativa é uma planta difícil de criar em lugar fechado devido a grande necessidade de luz, alta estatura e florescimento tardio. Sativas são originárias das regiões equatoriais, daí sua maior necessidade de luz e um clima tropical quente. É possível identificar a Sativa por suas folhas longas e finas como dedos. A Sativa tipicamente produz uma onda euforicamente energética e cerebral. Apesar das limitações climáticas das Sativas, elas são realmente uma grande recompensa para quem as obtém, planta e fuma. Uma Sativa pura pode levar de 2 a 4 meses para florescer.

Cannabis Indica é uma planta ideal para plantio tanto em lugares fechados como a céu aberto, devido a sua menor necessidade de luz e baixa estatura, também oferecendo resistência a fungos e pestes, tendência a maturação precoce e densa produção de flores.Indicas são originárias de climas mais frios, exibindo características descritas à cima pela sua aclimatação ao ambiente nas quais foram criadas. Sua baixa estatura e folhas extremamente largas as fazem de fácil identificação. Uma indica geralmente produz uma onda forte e exaustiva, sedativa; podendo levar entre 45 e 60 dias para o término do florescimento.

Cannabis Ruderalis não é uma boa escolha tanto pra plantio interno quanto externo. Apesar da baixa estatura (chegando no máximo a 1,5m) e maturação rápida, as Ruderalis não produzem nem a quantidade nem a qualidade que se procura no florescimento. Uma pequena redução no ciclo luminoso, pode desencadear florescimento em uma planta precoce com 2 a 3 grupamento de folhas. Apesar disso a produção das Ruderalis não pode ser comparada com as subespécies tanto das Sativas, como das Indicas.
Existem também plantas feitas de cruzamentos entre as espécies, chamadas híbridas:
Híbridas podem carregar o melhor das variedades de cannabis, proporcionando tanto no tipo de onda como nos padrões de crescimentos e seus traços genéticos, apesar de algumas não conseguirem mantê-los. As Híbridas tem potencial para exibir ótimas características que se procura para plantio. Uma Híbrida bastante comum, tem uma onda forte, eufórica, energética, folhagem densa e de baixa estatura, fazendo dessa espécie de Híbrida uma ótima escolha para todo tipo de plantio e de sensações. Tudo é relativo a sua condições de plantio e de preferência pessoal de cada maconheiro.

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics