terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Cidade de San Diego vai às urnas em novembro de 2012, para decidir o futuro da Maconha Medicinal


Apesar do governo dos Estados Unidos declararem guerra contra os dispensários de Maconha Medicinal, um coletivo pró-maconha medicinal revelou detalhes de um plebiscito realizado nesta segunda-feira, a favor dos dispensários. A portaria de 18 páginas, propunha criar zonas de funcionamento para as farmácias de maconha medicinal, no qual seriam cobrado 2,5 % de impostos nas transações a varejo de cada estabelecimento. Com o dinheiro arrecadado, ai então daria para investir em segurança , fiscalização rígida, entre outras medidas, que estes estabelecimentos estariam sujeitos.

"Depois de esperar vários anos para a cidade de San Diego promulgar uma lei razoável  que permita o acesso seguro a Maconha Medicinal, infelizmente a cidade não conseguiu fazer isso", disse Jessica McElfresh, uma advogada que trabalhou com a Associação de Assistência ao Paciente e ajudou a elaborar a proposta.
A proposta exigiria que dispensários teriam de operar longe de residências e pelo menos 600 metros de escolas, playgrounds e outras áreas onde as crianças se reúnem, estabelecendo também horário de funcionamento das 7h à meia-noite.

Os defensores da medida  começaram  a coletar assinaturas  há cerca de três semanas. Eles terão seis meses para reunir 62.057 assinaturas válidas a partir de eleitores registrados para qualificar a medida nas urnas em novembro de 2012.

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics