quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Planta na mente liberado pela prefeitura (Por Dr. André Barros)

 “O Planta na Mente é o primeiro bloco de carnaval de rua do Rio de Janeiro que levanta bem alto a bandeira da legalização da maconha.” Assim é a apresentação da comunidade do bloco no facebook.

O primeiro desfile, em 2011, foi sensacional, sem repressão, e terminou com grande festa nos Arcos da Lapa. Já durante o segundo, no mesmo carnaval, logo na concentração, chegou o choque de ordem da Guarda Municipal. Fui um dos interlocutores e, inicialmente, queríamos saber o nome daquela autoridade que estava dizendo que não sairíamos da linda escadaria feita em mosaico pelo artista chileno Jorge Selaron, que liga Santa Teresa à Lapa, onde o bloco estava concentrado. Quando perguntamos se a decisão de impedir a saída do Planta era dele, respondeu que cumpria ordens. Com muito custo, disse que a ordem partiu do presidente da Comissão Permanente de Prevenção às Drogas da Câmara dos Vereadores. A ordem até parecia ser secreta, uma situação atípica. Inicialmente, o desfile seria em Ipanema, mas a Prefeitura indeferiu o lugar. Apresentamos a Lapa como alternativa e a Prefeitura não deu resposta, deixando a situação indefinida. Alertei a autoridade que o mandante da ordem verbal não tinha comparecido e aquela situação deveria ser resolvida pelos presentes. Em torno de 500 pessoas já estavam concentradas, enquanto mais foliões chegariam para o desfile: não iriam aceitar aquela proibição. Fizemos então um acordo e desfilamos até a metade do percurso inicial.


É de se registrar que um grande companheiro do bloco foi preso por apologia no carnaval de 2011, porque estava portando panfletos com músicas do Planta e nomes dos membros. Após atravessarmos uma petição citando a decisão unânime do Supremo Tribunal Federal no caso da Marcha da Maconha, o Ministério Público pediu o arquivamento do termo circunstanciado por apologia, assim ordenado pelo Juiz do Juizado Especial Criminal de Botafogo.

Este ano, o Planta na Mente entregou mais uma vez toda a documentação dentro do prazo. O pedido foi indeferido verbalmente. Então começamos a cobrar o indeferimento por escrito. E avisamos que estava sendo preparado um Mandado de Segurança. A Prefeitura então percebeu a nossa movimentação e deferiu o desfile para quarta-feira de “cinzas”, já apelidada de “brasas.”

Foi uma grande vitória dos maconheiros e mais um muro derrubado. Nossa ideia está florescendo na força do movimento. 2012 será o ano da maconha no Brasil, com grandes marchas e a possível declaração de inconstitucionalidade do crime de consumo de drogas ilícitas pelo STF. Este ano canábico vai começar com a alegria do Bloco Planta na Mente, que vai realizar um desfile de paz e amor com muita felicidade no dia 22 de fevereiro de 2012, na escadaria do Selarón, às 4:20 da tarde!


ANDRÉ BARROS, advogado e ritmista do Bloco Planta na Mente


Fonte: http://maconhadalata.blogspot.com 

2 comments:

luca disse...

Desejo desde já muito boa sorte, e com a benção de Jah tudo correra na mais perfeita paz, pena que não poderei estar presente, mais farei o possível para estar no dia 05 de maio na Grande Marcha. Até lá.

Anônimo disse...

Como será bom quando tudo for regularizado, poder fumar um baseado tranquilo.Dentro dos meus limites.

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics