quinta-feira, 19 de abril de 2012

Polêmica dos Coffee Shops holandeses teve mais um capítulo esta semana


A polêmica dos Coffee Shops holandeses teve mais um capítulo nesta quarta-feira, depois que os proprietários dos estabelecimentos levaram através de seus advogados um último recurso para reverter a decisão que impediria os turistas a comprarem maconha legalmente nestes cafés, como ocorre a décadas no país – tornando-os clubes privados de Cannabis, modelo bem parecido com o que ocorre na Espanha.

Segundo a nova legislação, os clubes de Cannabis poderia aceitar um limite de 2.000 membros. Esta nova perspectiva começa a ser executada a partir do dia 1 de Maio no Sul da Holanda e promete se estender até em todo o país até o dia 1 de Janeiro de 2013.

O futuro dos cafés de Amsterdã ainda é incerto. Inegavelmente, estes estabelecimentos são fortes atrativos turísticos e movimentam um capital monstruoso para a cidade. Os cidadãos da capital se opuseram com veemência à nova medida, tanto, que o prefeito, Eberhard Van der Laan, diz que pensa em negociar um acordo viável com o Ministro da Justiça Holandês, Ivo Opstelten . Van der Laan, diz ainda que a capital holandesa não sofre grandes problemas  com os fumantes de maconha, e não faz sentido aplicar a mesma política desenvolvida pelas cidades fronteiriças em Amstedã.

O Advogado Ilonka Kamans argumentou que a política de drogas holandesa dá aos cidadãos "o direito fundamental de escolha" e não deve privar de estrangeiros que visitam a Holanda de ter este mesmo direito.

Outro dos advogados dos cafés, Maurice Veldman, disse à Associated Press que o problema com o turismo de droga limita-se às províncias do sul do país, perto da fronteira da Holanda com a Alemanha e Bélgica, especificamente na cidade de Maastricht e deve ser combatida com medidas locais e não na legislação nacional.

Em contrapartida, o advogado que representa o Governo, afirma que estas medidas vão fazer com o que os Coffee Shops voltem a ser estabelecimentos com a finalidade original de quando eles foram criados: pequenas lojas locais que vendem maconha para a população local. 

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics