segunda-feira, 30 de abril de 2012

A proibição da maconha afeta em cheio o cidadão de bem


A luta pela legalização da maconha cada vez mais ganha força no mundo. Para os simples cidadãos que não fumam Cannabis, seria melhor que o mercado desta planta se tornasse legal e o dinheiro todo e exclusivamente que hoje vai para o mercado negro, fosse revertido em bens para a sociedade em geral, ao qual chamamos de bens públicos.

O ponto que se deve debater hoje, principalmente quando debatemos os assunto com os proibicionistas é: dissipar a noção de que a legalização da maconha é igual ao apoio e incitação ao uso de drogas. Na verdade, a questão não é nada disso. Ninguém em sã consciência quer que os nossos jovens ou mesmo os adultos e velhos se tornem  consumidores de substância entorpecente, a questão é que a repressão e toda esta guerra se mostra muito mais prejudicial para a sociedade, transformando principalmente bairros pobres e normalmente com maioria negra, um verdadeiro alvo para cometer genocídios.

A criminalização do usuário é muito pior, pois afasta o mesmo de qualquer tipo de tratamento. Diga-se de passagem, que eu não creio em hipótese alguma que a legalização da maconha vá aumentar o números de usuários. Ao contrário disso, creio que os usuários vão sim criar mais coragem de se mostrarem, assim como acontece atualmente com o público LGBT. Não creio que há um aumento deste público, mas que sim, as pessoas que fazem parte deste movimento, aprenderam a mostrar a cara e lutar por todos os seus direitos, o que é totalmente compreensível e válido, uma vez que tanto os valores discriminatórios criados contra gays e também os maconheiros, são totalmente infundados, mostrando todo o preconceito que está incrustado em nossa sociedade. Nestes debates, costuma-se ver de tudo, menos a danada da Ciência.

Em épocas, como a atual, em que a informação corre e chega ao seus destinatários com muito mais facilidade, a sociedade sim precisava se informar melhor, sobre o quão a repressão das drogas é fracassada. Num primeiro momento, porque ela não afasta e nem consegue diminuir os usuários de entorpecentes, muito menos a oferta deste entorpecente. Segundo, porque normalmente quem lucra com isso são corruptos e pessoas ligadas ao mercado negro; terceiro, porque a indústria de armas lucra rios de dinheiro com a proibição e alavanca economia de países como os EUA; e por último, porque mostra mais uma vez toda a nossa intolerância enquanto seres humanos, prendendo jovens e pessoas de bem, que poderiam servir muito mais à nação com sua força trabalho, do que preso, por fumar ou cultivar um vegetal.

1 comments:

Marcha da Maconha BH disse...

LEIAM:

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.199480043499731.44770.100003132104892&type=3

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics