quarta-feira, 20 de junho de 2012

Grupo de ativistas se reuniram para pedir a legalização da maconha, na Cúpula dos Povos


Manifestantes favoráveis à descriminalização da maconha e ao cultivo caseiro da Cannabis se concentraram no Museu de Arte Moderna (MAM), no Aterro do Flamengo, nesta terça-feira. Segundo informações, cerca de 500 pessoas participaram da marcha da maconha que pede a legalização do uso da erva na Cúpula dos Povos.

Um dos organizadores do movimento, o sociólogo Renato Cinco defende a liberação do consumo da erva. 

"A maconha tem vários usos. As pessoas só conhecem o uso recreativo. Com a proibição, o mercado da droga vira um monopólio do crime, que rende milhões de dólares para os criminosos. Se legalizarmos, vamos diminuir a violência", afirmou.

A mobilização acontece após três dias de discussão na primeira "Cúpula Cannabica", que reuniu movimentos de todo o país. Eles organizaram uma passeata para expor a outros movimentos sociais suas ideias.

“Nosso objetivo é dialogar com participantes da Cúpula dos Povos, chamando a atenção para problemas na política de guerra às drogas. O diálogo com outros movimentos sociais precisa ser constante”, explica Renato Cinco, que também é organizador da marcha no Rio.

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics