terça-feira, 17 de julho de 2012

Para os EUA Brasil deve assumir maior parcela no combate ao tráfico de drogas


Funcionário de mais alto escalão diplomático dos EUA na Bolívia, John Creamer, encarregado de negócios dos Estados Unidos em La Paz, afirmou que o Brasil deve assumir maior parcela no combate ao tráfico de drogas na América do Sul. Segundo o diplomata, 60% da cocaína boliviana é consumida em terras brasileiras e por isso o Brasil deve adotar medidas mais eficientes contra o  narcotráfico.

"Sob o princípio de responsabilidade compartilhada, cabe ao Brasil assumir maior responsabilidade porque é o principal mercado para a cocaína boliviana", afirmou Creamer já ao jornal Página Siete.

O presidente esquerdista Evo Morales expulsou no fim daquele ano o embaixador americano, acusando-o de apoiar um suposto complô de direita, enquanto Washington respondeu da mesma forma por razões de reciprocidade - razão pela qual Creamer assumiu a responsabilidade diplomática. Creamer, que termina sua missão, sustentou que o Brasil deve assumir um papel maior no combate ao narcotráfico, porque "a maior parte da cocaína viaja rumo ao Brasil, país que afirma que 60% da droga que entra em seu território é da Bolívia, assim como a maconha".

O Brasil considera que 60% da cocaína que sai da Bolívia viaja ao País, 20% é exportada para a Argentina e 20% para o Chile. No caso brasileiro, dos 60%, cerca da metade permanece no País e o restante termina na Europa.

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics