segunda-feira, 11 de março de 2013

70% das drogas apreendidas em Campinas são maconha


A proibição da maconha é um fracasso, já que assim como as outras drogas que são considerada ilícitas , não se consegue freiar a demanda e a oferta do entorpecente, levando com as atuais leis uma verdadeira guerra, que combatida belicamente, trás danos irreversíveis para a sociedade, como o grande derramamento de sangue.

A prova disso é que a cada ano se apreende mais maconha, mas em suma, não se consegue controlar a quantidade de maconha que está sendo comercializada no mercado negro. Para se ter uma ideia, A quantidade de maconha apreendida em Campinas (SP) representa 70% do total dos entorpecentes encontrados pela Polícia Civil, segundo o titular da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), Oswaldo Diez Jr. Além disso, o número de casos de ocorrências de tráfico de drogas aumentou 21% na cidade.

"Aqui na Dise, em torno de 70% das substâncias apreendidas são maconha e, além dos usuários dela, temos aqueles viciados em outros tipos de drogas e que também usam a maconha", afirma.

Um usuário de drogas desde os 10 anos de idade e que está internado em uma clínica de recuperação há oito meses afirma que chegou a traficar todos os tipos de entorpecentes para sustentar o vício, mas a maconha era a que mais vendia. "A busca é maior, tanto por homens quanto por mulheres. O maior lucro vinha pela maconha", conta.

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics