terça-feira, 26 de março de 2013

Marcha da Maconha começa a incomodar as alas mais conservadoras da sociedade

Muitas pessoas ainda têm dificuldade para perceber as mudanças do mundo e suas novas perspectivas e necessidades, sendo que uma das prioridades desta sociedade moderna é o desafio de lhe dar com uma nova política de drogas, que tire o usuário da criminalidade, afinal, o abuso de substâncias entorpecentes é um problema de saúde pública e não criminal.Um dos movimentos que lutam pela a descriminalização e a legalização da maconha, a marcha da maconha ainda causa polêmica, principalmente nos mais desavisados e mal informados, que não conseguem perceber o quão é ignorante a proibição da maconha.

E é justamente a falta de informação que vem causando uma grande polêmica no ABC Paulista, já que o vereador de São Caetano Fabio Palacio (PR) irá iniciar movimento contra a realização da marcha da maconha na cidade. A intenção do parlamentar é reunir a sociedade civil organizada para impedir que o ato aconteça no município. O evento está marcado para o dia 9 de junho. Na semana passada, durante sessão na Câmara, ele manifestou repúdio à manifestação que visa abrir diálogo sobre a descriminalização da droga.

"Em defesa da família e tudo aquilo que entendemos por bem, como o trabalho antidrogas feito pela Prefeitura, acreditamos que o consumo da maconha, considerada pelos órgãos de Saúde de efeito mais leve, é a porta de entrada para outras drogas. Então, temos a intenção de tentar barrar a realização do evento aqui na cidade", disse o parlamentar, que sem saber, cometer o mesmo erros de todos os proibicionistas, que não conseguem enxergar que a maconha equivocadamente é considerada a porta de entrada para drogas pesadas justamente pela sua proibição, por estar no meio de todas as outras substancias, fazendo com que leve ao equívoco da sustentação da proibição.

O grupo que está organizando o evento na cidade não se intimidou com as declarações do vereador. "Vivemos numa democracia na qual a livre expressão impera. Outros políticos tentaram barrar o movimento, mas não conseguiram. Se o vereador é contra a legalização, que faça uma marcha contra isso. Se organizar para sufocar o movimento na marra só demonstra o autoritarismo de alguns setores da sociedade", informou a organização do ato.

A garantia que os ativistas possuem para realizar o evento em São Caetano é que, em junho de 2011, o STF (Supremo Tribunal Federal) assegurou o direito de cidadãos realizarem manifestações pela descriminalização e legalização de drogas em todo o país.

2 comments:

Deivity disse...

Esse ai que ele sitou é verdade, é uma porta sim, porem se as pessoas tivessem mais informações a respeito,pensariam melhor a respeito..... oque eu quero dizer é que td se inicia na escola e o governo ta avacalhando total, virou palhaçada faz tempo,nenhum respeito com as pessoas pobres........ e se a maconha é proibida pq é uma porta para drogas pesadas ....pq a cerveja e a cachaça é legal? ....... da um tempo né Governo ... nem td mundo é palhaço ............A NATUREZA JA LEGALIZOU

El Charro disse...

Amigo, obrigado por sua participação no blog, mas não concordo que seja verdade. Não pode ser porta de entrada uma vez que mais de 70% dos jovens começam a usar álcool e tabaco. Esta comparação só é feita pq maconha é proibida. Não dá para analisar o fator droga apenas com as ilícitas.

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics