quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Os 10 maiores erros cometidos por cultivadores


1. Não regue em excesso
O excesso de regas mata os pés de maconha. O correto é regar quando o solo estiver a secar, o que permite maior oxigenação no solo, além de incentivar a raiz a crescer, pois assim ela procura água mais profundamente no solo.

2. Não conte às pessoas
Por quê? Elas vão ficar com ciúmes. As pessoas gostam de se sentir importantes e é por isso que elas vão dizer às outras pessoas, porque os outros vão ouvi-los. Então, guarde seu cultivo de maconha como segredo para si. 

3. Tocar/matar sementes em germinação
Por favor, tenham um pouco de paciência com as sementes de maconha que estão germinando, elas podem levar até 10 dias em certos casos. E quando germinarem, peguem as sementes com cuidado, e NUNCA toquem a radícula.

4. Usar sementes de maconha de má procedência
Uma das maiores decepções em um cultivo de maconha. 90% do que o produto final será está na genética da semente, e os outros 10% nas condições de cultivo. Algumas pessoas pegam semente de maconha prensada e acham que têm uma mina de ouro, gastam tempo e dinheiro com o cultivo e no fim acabam sem fumo nenhum, isso porque uma semente dessas não tem qualidade para garantir uma boa floração, elas geralmente são hermafroditas, e só produzem mais sementes problemáticas. É por isso que as pessoas compram sementes de bancos de sementes.

5. Não fertilize demais
As pessoas muitas vezes acham que se entupirem uma planta com fertilizantes vão ter belas colheitas fartas, mas não é verdade, você irá mata-las. Não adicione fertilizantes em todas as regas. Sempre conferir o PH da rega, principalmente se não tem ainda entrosamento com determinado fertilizante. Lembrando sempre que o método ideal para o cultivo de maconha é o orgânico, pois você tem melhores características organolépticas e melhor queima do fumo.

6. Não fertilize de menos
Sob adubação é menos comum, mas acontece. Se você gosta de dar apenas nutrientes suficientes para a planta, certifique-se de usar fertilizantes de liberação lenta, como farinha de osso e de sangue. Sempre monte uma mistura de solo orgânico e rico, e deixe esse solo repousar por uns 4 meses antes do plantio, regando-o normalmente como se ali houvesse uma planta.

7. Não comece por clones
Para cultivadores de maconha primários, é importante aprender de fato sobre o ciclo de vida da Cannabis, por isso comece com sementes, veja todo o processo de  desenvolvimento natural da planta e o tempo que ela leva para crescer. Se você já começar com clones verá um crescimento rápido, e quando lidar com plantas semeadas irá achar muito lento e acabar precipitando na fertilização. Portanto é importante se entrosar com o ritmo natural da maconha.

8. Não precipite o início do cultivo
Principalmente se o seu cultivo de maconha for em área externa, é importante conhecer bem como sua região responde à cada estação do ano. Deve-se prever como vai estar o tempo, se terá bastante sol, ou se irá chover. No período da vega (crescimento) a Cannabis responde bem às chuvas, desde que o vaso não fique sempre alagado, porém se no período de floração sua planta pegar chuvas, é provável que mofem todos os buds, e se dê tudo por perdido.

9. Não forneça um ambiente ruim
Sempre escolher um local de cultivo aonde haja boa circulação de ar para as plantas, mesmo durante o ciclo da noite isso é de extrema importância. Se o cultivo é indoor, o ar deve ser trocado em intervalos de 5-10 minutos sempre! Verificar umidade também é essencial, se estiver muito úmido usar aparelho de ar condicionado pode te livrar de mofos nas flores.

10. Não colher muito cedo
Eu sei que é difícil. Você vê seus buds crescendo rapidamente e formando resina, sem contar aquele cheiro estonteante, que te dá água na boca toda vez que chega perto da planta, e a vontade é de cortar uma dessas flores e fumar, mas não faça isso. O que acontece é que quase 25% do peso das flores vai se formar nas duas ultimas semanas, então espere ter pelo menos 50% dos pistillos marrons ou alaranjados. Mas é claro, se seu cultivo é ao ar livre, e o motivo da colheita precoce é a segurança, faça o corte, sabendo que não terá o máximo que suas plantas poderiam oferecer.



4 comments:

El Charro disse...

É amigo Fogaço, mas eu acrescentaria mais um em sua bela relação, que é a cura e que muita gente confunde com a secagem. As pessoas, menos atentas ou experientes, não sabem que para se ter um fumo gostoso e com o sabor característico da strain precisa-se curar a maconha, depois de seca, por uns 3 2 a 3 meses dentro de um pote de vidro, que vc vai deixar no escuro e abrir de uma em uma semana para virar a erva para que ela no mofe. Este é um dos principais fatores para uma erva bem gostosa e que fique por exemplo, com gosto fiel da erva que vc escolheu. Para exemplificar, vc só vai ter uma California Orange BUD, igual as dos gringos, se deixar curar direito, senão o paladar não fica bom e nem a Potência... Abraço revolucionário para vc!! Seus posts estão cada vez melhores, bro! Mostra todo seu empenho com a causa!!!

El Charro disse...

Só digitei errado, vou corrigir: mas a cura é feita em 2 a 3 meses dentro do pote, não 32, como apareceu ali,...rsss

Romulo Philip disse...

Amigo meus pés de A.K 48 tem aproximadamente 20 dias e meu orange bud e afeghan tem 1 semana, mas eu estou cultivando-os em área externa e está chovendo, será que essa chuva vai matar meus pés?

Cleo Belo disse...

Como faço para recuperar meu pé de cannabis que está morrendo após eu aplicar fertilizante foliar omini?

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics