sexta-feira, 9 de maio de 2014

Uruguai regulamenta questões para comércio legal de maconha

maconha legal no uruguaiO presidente José Mujica do Uruguai assinou as regras para a sua indústria de cannabis. O sistema legal de maconha está previsto para começar as vendas até o final deste ano. As regras envolvem uma exigência legal de maioridade de 18 anos, um registro de usuário, um limite de cultivo em casa de seis plantas por família, e uma colheita máxima de 480 gramas por ano. As pessoas que não querem cultivar a sua própria maconha pode participar de um clube que tem um limite de 99 plantas.

Uruguai é o primeiro país a acabar com a proibição da cannabis e estabelecer comércio licenciado e regulamentado entre os adultos. O mundo está assistindo como vai proceder, incluindo os Estados Unidos, que começou as vendas legais no Colorado, no início deste ano. Se as coisas funcionarem no Uruguai, poderia convencer mais estados dos EUA e até outros países, como o Brasil, quem sabe, a permitir a venda de maconha recreativa. Felizmente, a indústria de cannabis legal no Uruguai será executada sem problemas e fornecerá um modelo para outros países.

O preço da cannabis no Uruguai deverá estar sob um dólar por grama, que é consideravelmente menor do que o que custa, no Colorado e no mercado negro do mundo inteiro. A meta do governo do presidente Mujica é minar os cartéis, que são prolíficos na América Latina. Haverá cinco cepas para venda inicialmente, com um limite de 15 por cento de conteúdo de THC. Um sistema de identificação de impressão digital vai ser utilizado para rastrear as compras para assegurar que ninguém compra mais do que os 10 gramas de limite por semana.

Legalização no Uruguai, semelhante a legalização no Colorado, vai criar inúmeras oportunidades de negócios dentro e fora do país. Empresas de Cannabis farão cultivo e tarefas de vendas e há também empresas auxiliares que suportam o cultivo e vendas, criando ainda mais empregos. O setor público se beneficia com a economia de recursos de aplicação da lei que podem dar para combater o crime real, o que é algo que todos os países da América Latina necessitam desesperadamente.

Enquanto seus regulamentos não são perfeitos, é muito bom ver um país combater os males da proibição diretamente através da implementação de um sistema licenciado e regulado, que só vai beneficiar a economia do país e começar a reduzir a influência dos cartéis de drogas no comércio de cannabis. Boa sorte ao Uruguai , o mundo está assistindo.

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics