sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

A maconha chegou para ficar

Na década  de 60, o conceito de repressão às drogas já estava consolidado. Muitas pessoas consideravam a maconha uma droga perigosa e já demonizavam a erva. Apesar de não existirem bases científicas suficientes para justificar a proibição, o conceito vem se perpetuando em alguns lugares, inclusive no Brasil, até os dias de hoje.

A afirmação de que a maconha é uma droga perigosa, normalmente está ligada a uma série de mitos antigos e da modernidade. O que de fato se sabe é que uma das características da maconha é o seu poderio de toxidade limitadíssimo. Para se ter uma ideia, a aspirina que se compra em qualquer farmácia, sem nenhum aconselhamento ou receita médica é muito mais danosa do que fumar Cannabis. Dados apontam que em países como os EUA, existam 1000 mortes por ano ligadas ao uso de aspirina, contudo, até hoje, nenhuma morte foi relacionada ao uso da maconha.


Voltando no tempo e embasado na história, percebemos que antes da Lei fiscal da Marijuana em 1937, a Maconha havia recuperado o seu status na farmacopeia dos EUA, sendo que na época, era chamada de “droga maravilha”, assim como foi a penicilina na década de 40. No caso da penicilina, a droga atingiu este patamar, porque era notavelmente não –tóxica e produzida em larga escala, os custos eram baratos e a droga eficaz no tratamento de uma variedade de doenças infecciosas. O caso da maconha é bem semelhante, já que é uma droga com níveis extremamente seguros e se legalizada, teriam uma tarifação bem mais baixa do que os atuais remédios comercializados pela indústria farmacêutica tradicional.

Talvez por este fato, o conceito de maconha medicinal esteja tão em alta atualmente.  Mesmo que alguns ainda relutem contra esta ideia, o que de fato está acontecendo é que a maconha está chegando para ficar. Sem dúvida alguma ela não é apenas uma droga que está na “moda”. Assim como o álcool se tornou parte da nossa cultura, a maconha também vai se tornando, e a melhor forma de agir é criando adequações sociais, jurídicas e médicas, para que a própria sociedade pare de sentir na pele o flagelo da chamada guerra às drogas.

4 comments:

Anônimo disse...

eu, sou maconheira, com muito orgulho, com muito amor. não uso maconha medicinal ,uso para recreação, não venha me dizer que minha erva é ruim ,pois em uma sociedade alcoólatra e tabagista com certeza o meu vício é o menos maléfico q o seu . amo fumar maconha , eu sei que isso te espanta mas continuo queimando tudo até a ultima ponta ...

luca disse...

A socieddade é hipócrita e demagoga. Pois permite gente bebada alcoolizada, fazendo todo tipo de asneiras e cometendo crimes, no entanto quem é a criminosa é uma planta que não faz mal nenhum.A sociedade medíocre tem medo das pessoas fumarem Maconha pois isso abre a visão das pessoas, que começam a ver o outro lado da moeda, e isso eles não querem. Porque a intenção deles e poder manipular a população a massa o povão. E as pessoas que tem um nível de instrução e algum intelecto ja sabem disso. Mais a proibição inibe que mais e mais pessoas fiquem sabendo da verdade. Vamos fumar maconha sim, e conhecer a verdade, eles nunca vão conseguir acabar com a natureza, pois ela antes disso acabará com eles.

Anônimo disse...

' EU não sou Maconheiro, mais aprecio demas da ERVA. Fico tranquilo, relaxado,consigo entender o lado das pessoas, sou engraçado, falo muito. É uma droga relaxante, que não faz mal nenhum, e que não sei pq não é legalizadaaa! O.oo Não podemos dizer que todos que fumam maconha querem sentir as mesmas coisas, mas alguns dos efeitos buscados podem ser: Tranqüilidade, pois muitos do que usam maconha se sentem mais calmos e relaxados; Diversão e descontração, a pessoa ri por qualquer motivo; Busca de um maior prazer sexual (isto não ocorre, na verdade); Maior sensibilidade ao som (ficar curtindo uma música por exemplo), Maior sensibilidade ao gosto (a famosa "larica"); Ficar "morgando", que se caracteriza pela vontade de não fazer nada; Ficar "viajando" em algum objeto, pois a sensibilidade visual fica aumentada.

fica a dicaaaaa, maconha é bom i eu usooo, pra expressar aquilo que sinto bem no fundo, rs

Anônimo disse...

Quando os negros vieram de África ,trouxeram uma planta ,pra fazer defumação. Faziam a limpeza do templo interior ,usando essa planta ,como forma de oração. Assim trabalhavam na força da terra, mamãe natureza e meditação .Vieram para aliviar o fato da escravidão, vieram para aconselhar ,no meio de uma confusão . O santa kaya .Hoje a história é outra ,hoje nós viemos lembrar.Eles usaram e abusaram de todas as formas , e agora eles ficam acusando a erva . Que nasceu na terra ,cresceu no sol , colheu na lua , se não sabem usa la isso não é culpa sua... ponto de equilíbrio.

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics