sexta-feira, 25 de maio de 2012

Apologia à violência é manter a proibição (Por Thiago F. Kersting)

Drogas legais ou ilegais, estão em todas as esquinas no país hoje em dia, o consumo é fato, o que podemos fazer é tratar o assunto de forma diferente, hoje em dia as políticas de drogas brasileiras são as principais responsáveis pela violência e crimes. Está cada dia mais claro isso.

Apoiar a proibição é manter a atual situação violenta, é manter muito dinheiro na mão de traficantes, que acabam tendo por meio do trafico dinheiro pra financiar outros crimes ainda, como assaltos a bancos, sequestros e por ai vai, a proibição só serve pra isso hoje em dia, é um mercado com uma demanda altíssima sem regulamentação nenhuma e mantendo lucros altíssimos nas mãos de traficantes, e isso só atrasa nosso pais, gera corrupção pelo poder de compra dos criminosos, gera custos altíssimos a todos contribuintes, seja no combate ou seja pra manter o alto numero de presos, cada preso custa mais que 4 estudantes da rede publica. A lei atual é um instrumento de racismo, onde só os pobres vão presos, isso quando não é ainda praticado "assassinatos seletivos". Defender a proibição é uma insanidade total, cada ano se gasta mais e o consumo e pontos de venda só aumentam, é jogar dinheiro fora, dinheiro que faz muita falta na educação e saúde, que são os únicos meios de redução do consumo.

Nós do Coletivo Principio Ativo militamos por isso, poder debater de forma limpa o assunto, sem tabus mentirosos criados por governos que só tem interesses reais em proteger indústrias que perderiam com a legalização da maconha, e praticar racismo social, mas nos lutamos pela liberdade do cidadão, lutamos por redução de danos na sociedade como um todo.

Nossa luta, por sete anos tem sido apenas pelo direito de debater, nosso país está muito atrasado, esse ano tivemos garantido pelo STF pela primeira vez o direito de debater, uma vitoria que demorou pra sair, mas saiu, por isso nossa marcha é importante. E agora temos esse direito e vamos continuar a luta agora pelo direito principal, a liberdade individual, o fim do preconceito e que as verdades e fatos consigam vencer as mentiras e proibições.

Alguns dizem que fazemos "apologia as drogas", pra inicio de conversa, essa lei nem existe em nosso está, existe a "apologia ao crime" que no nosso ver, quem faz essa apologia é o governo, ao manter proibido produtos que achamos facilmente em qualquer esquina do nosso pais.
Esse é o ano! 2012 ta ai e mais uma vez estamos militando na linha de frente, lutando por um mundo melhor, acreditamos nisso!

E amanhã acontece mais uma edição da Marcha da Maconha Porto Alegre, agradecemos o espaço aqui no blog Maconha da Lata e aproveitamos pra fazer o convite a todos da região sul, sejam usuários ou não, apoiar essa causa pelos seus infinitos motivos, não te torna um "maconheiro" e quem é usuário, não tenha vergonha de admitir isso no pais onde drogas "legais" e que fazem mais danos a população são incentivadas pelo governo e mídias do pais, incentivar o álcool não é apologia as drogas??

Confira a programação da “Marcha da Maconha Porto Alegre 2012 – Que legalização queremos?”

Sábado, 26 de maio (amanhã)
Concentração nos Arcos da Redenção
14h: Abertura com apresentação teatral da “Cambada Levanta Favela”
15h: Oficina de cartazes e lançamento do jornal “O Camarão”
15h20: Concurso de fantasia (vá fantasiado, a mais criativa leva prêmios da loja Semente de Maconha, confira sobre o concurso AQUI)
16h20: Saída da Marcha

Nossa vitoria é certa, mas depende de todos, não deixem de comparecer!

Thiago F. Kersting
Integrante do Coletivo Principio Ativo

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics