sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Presidente do Uruguai chama a atenção para a 'sensibilidade da esquerda'


O Presidente do Uruguai, José Mujica, virou uma espécie de centro das atenções desde que anunciou que o seu governo pretende colocar em vigor uma lei que permite o estado plantar maconha como medida para combater o narcotráfico e o aumento de usuários de drogas pesadas. Em uma dessas indas e vindas de seu projeto, o presidente esta semana preferiu falar da situação econômica do país e a sensibilidade da esquerda.

Em relação à pobreza, assegurou que desde 2004 o índice de 850 mil pessoas caiu e também a porcentagem que, em 2011, passou a representar 13,7% da população: “em dois anos baixamos 6 pontos e superamos a meta que almejávamos”, completou.

"É o valor mais baixo da história moderna do Uruguai, segundo dados do Cepal. É um reconhecimento internacional para o país”, assegurou.

Sobre a indigência, disse que, em 2004, correspondia a 4,7% da população, em 2009, baixou para 1,6% e “hoje temos dados seguros que nos fazem afirmar que estamos em 0,5%”, garantiu.

Mujica assinalou que, frente à crise internacional, existe um panorama mundial de incertezas e existe aqui um crescimento interno econômico aprofundado por reformas estruturais: tributária, sanitária e de investimentos na segurança social.

Também incluiu nessa relação o aumento no gasto público social com transferências monetárias que permitiram avançar até uma sociedade mais igualitária”, concluiu a fonte.

O presidente uruguaio recordou que a nação teve um aumento de 80 mil novos postos de trabalho que contrataram 45 mil pessoas, reduzindo o nível do desemprego.
Entre as conquistas, Mujica assinalou também o aumento da média salárial que, entre 2009 e 2012, aumentou mais de 12%.

"Estamos registrando feitos notórios na política que se devem às diretrizes dos governos da Frente Ampla. Esta é a enorme diferença entre a sensibilidade social da esquerda e da direita”, definiu o presidente uruguaio.

1 comments:

Anônimo disse...

VOTEM
http://www.avaaz.org/po/petition/Descriminalizacao_do_Cultivo_Caseiro_de_Cannabis/

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics