terça-feira, 2 de outubro de 2012

Crise econômica estimula o consumo de álcool e outras drogas


Segundo  o diretor-geral do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD), João Goulão, no Segundo Encontro da Associação Portuguesa de Adictologia, realizado pela Associação Portuguesa, a crise econômica vem estimulando o consumo de álcool e drogas como maconha, cocaína e heroína.

João Goulart salienta que o consumo que mais cresceu foi o de heroína, sobretudo pela via injetável. No entanto, acrescenta, não existem ainda estatísticas para quantificar este aumento e portanto ainda não há motivos de grande alarde.

Para Goulart, O grupo mais afetado é aquele que tem já um passado de toxicodependência. Os problemas economicos despertam as antigas fragilidades, atirando estas pessoas novamente para o vício.

Por sua vez, o presidente da APEDD, João Curto, referiu que é normal a crise potenciar este tipo de consumos, sobretudo o de álcool. Relativamente às drogas, o psiquiatra sustenta que “em situações de angústia ou desespero, o ser humano acaba por se agarrar a qualquer coisa que lhe faça, pelo menos, esquecer temporariamente [essas dificuldades]”.

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics