terça-feira, 16 de outubro de 2012

Pesquisa Britânica recomenda a descriminalização do uso de drogas


Um estudo de seis anos da Comissão de Políticas de Drogas do Reino Unido (UKDPC na sigla em inglês) concluiu que o uso e a posse de pequenas quantidades de drogas deveriam ser descriminalizados, assim como vem acontecendo mundialmente.

A pesquisa foi realizada por cientistas, policiais e acadêmicos que contribuem com o UKDPC, um grupo independente que aconselha o governo britânico em assuntos polêmicos. Segundos os especialistas, as atuais punições poderiam ser substituídas por penas civis como o pagamento de fiança e introdução ao tratamento contra o vício.

A atual política de drogas é desumana principalmente quando falamos do uso da maconha, já que por se tratar uma droga leve, seus efeitos negativos são bem menos nocivos que a proibição, que desencadeia uma série de violência e coloca pessoas normais dentro de uma penitenciária.

O estudo também afirma que impor sanções mínimas e ou nenhuma punição àqueles que plantam  maconha para uso próprio pode prejudicar o crescimento de produções controladas pelo crime organizado, que atualmente tem o monopólio da produção e venda desta substância.

O levantamento também afirma que os números sobre o uso de drogas no Reino Unido caíram nos últimos anos, mas que ainda são muito maiores que em muitos outros países europeus, como Holanda e República Tcheca, que adotam medidas de descriminalização das substâncias ilícitas. O governo britânico registra uma média de 2 mil mortes por ano pelo uso de drogas e 380 mil incidentes relacionados a usuários de drogas.

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics