segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Governo uruguaio volta a defender o Instituto Nacional de Cannabis


Após muita polêmica, o governo uruguaio novamente voltou a apoiar a criação do Instituto Nacional de Cannabis, que vai certificar e fiscalizar o plantio, a distribuição e a qualidade da maconha do governo. Segundo o Secretário Geral da Presidência, Diego Cánepa, a bancada governista é a favor do projeto alternativo da denominada Frente Ampla sobre a legalização da maconha.

Cánepa compareceu ante a Comissão Especial de Drogas da Câmara dos Deputados, onde reiterou que o governo respalda a criação do Instituto Nacional de Cannabis, noticiou o diário La República de Montevideo.

Ele afirmou também que o projeto dos parlamentares da Frente Ampla que contém trinta artigos, “contempla as aspirações do governo, que havia remetido ao Parlamento um texto de apenas um artigo”.

Enquanto Cánepa falava perante a comissão parlamentar, tornou-se público nesta quinta-feira que os consumidores consideram que existe “escassez” de maconha, embora o Ministério do Interior assegure que há, “mas houve uma diminuição de oferta”.

Juan Vaz, porta-voz da Associação de Estudos Cannábicos do Uruguai (AECU), expressou ao periódico El Observador que “faz um mês que os usuários vem dizendo que não encontram maconha”.

“Fizemos uma sondagem e nos demos conta que o pouco de maconha prensada que há nas rias é de qualidade muito má e que os fornecedores ilegais, segundo uma sondagem do governo não tem previsão para a volta do estoque”.

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics