sábado, 22 de dezembro de 2012

O CÂNHAMO COMO PAPEL

A maior contribuição do cânhamo para a economia e a ecologia mundial poderia sem duvida se dar como parte de um retorno ao uso de papeis feitos com a Cannabis. Metade de todas as arvores derrubadas são usadas na fabricação de papel, e o desmatamento gera gera uma séria crise ambiental, debilitando nossos ecossistemas, a camada superior do solo e bacias hidrográficas  além de aumentar o efeito estufa que apesar de ser um processo natural da Terra, seu aumento é prejudicial à vida no planeta.

As árvores começaram a ser usadas na fabricação de papel em meados do século XIX (19), antes disso, ele era feito com trapos e com plantas de colheita anual, como o papiro. Além disso, anualmente são produzidos um total de 1,5 bilhões de toneladas de resíduos agrícolas que poderiam ser transformados em papel, em especial mediante a adição de uma fibra longa como a do cânhamo.

Com os preços do papel em alta e a escassez de matéria prima para o produto, chegou a hora de voltar os olhos para as chamadas fontes “alternativas” e o cânhamo é uma delas. Por vir da Cannabis, uma planta que em 1 hectare produz o mesmo que 4 hectares de Eucalipto, a redução no desmatamento seria notória, além de que um Eucalipto demora cerca de 8 anos para crescer e a planta apenas 6 meses, ou seja, com isso não precisaríamos destruir absurdamente nossa natureza e teríamos um maior aproveitamento dos recursos que a Cannabis nos oferece.

“O Grande Livro da Cannabis”

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics