sábado, 26 de janeiro de 2013

Na bronca com Snoop Lion


Como todo mundo já sabe, o rapper Snoop Dogg há pouco tempo disse ter se convertido ao rastafarianismo, e por isso, mudou seu nome artístico para Snoop Lion, uma referência à um dos símbolos da religião, o Leão de Judah. Isso tudo deve-se ao fato de que o cantor, que é publicamente assumido um grande consumidor de maconha (fuma 80 baseados por dia), visitou a Jamaica recentemente e disse ter tido um contato com um homem, que seria uma espécie de guru, no qual o fez tomar tal decisão.

Mas essa história não vem agradando muita gente não. Um dos ex companheiros do legendário Bob Marley, e amigo de infância do rei do reggae: Bunny Wailer, se mostrou contrário à atitude e criticou o rapper norte-americano. Ele acusa Snoop Dogg de se aproveitar do movimento rastafári, que está de certa forma na moda entre os jovens, para vender seus discos e auto promover sua imagem comercial. Bunny ainda acusou o astro de "uso fraudulento das personalidades de comunidade do simbolismo rastafári".

E não para por aí, o grupo conhecido como RMC, ou Rastafari Millennium Council encaminhou uma carta à Snoop Lion e também o criticou. Um dos trechos da carta contia o seguinte: " Fumar maconha e adorar Bob Marley e reggae, não é o que define a cultura rastafári indígena." O motivo da aberta insatisfação da comunidade rasta, é o fato de que o próprio Snoop Dogg teria se auto-proclamado a reencarnação de Bob Marley.


0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics