sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Confira aqui a restrospectiva canábica de 2011

Mais um ano vai chegando ao seu final. Com muita luta e trabalho, agora é época de comemorar toda a ralação dos 365 dias deste 2011. Com a chegada de um novo ano, também vem aquela velha rotina que nos faz viver! Afinal, como nossas queridas plantinhas, precisamos de uma rotina para que nela possamos fixar nossas raízes e continuarmos a fazer esta grande arte que é viver neste nosso planeta.

O ano de 2011 foi de muitas conquistas, principalmente para nós ativistas canábicos. Apesar ainda de toda uma parcela da sociedade nos julgarem como bandidos e marginais, a verdade é que a cada dia que passa a nossa vitória se aproxima. Com um trabalho duro e muito empenhado, o Brasil começou a olhar o problema das drogas com outros olhos, principalmente quando falamos da Maconha. O até então país religioso e com aversão a mudanças, vem mudando seu perfil sistematicamente e como a maioria dos países desenvolvidos, vem tendenciando a políticas mais liberais.

A maior vitória neste ano, pode ser entendida como a liberação da marcha da maconha. Com a decisão do STF favorável a nossa causa, a marcha da maconha passou a ser encarada como ela verdadeiramente já deveria a ser encarada a muito tempo: como um coletivo que quer trazer à tona o debate sobre a Maconha. 


Na verdade, fora as questões religiosas e burocráticas, da nossa sociedade moralista, somente um imbecil poderia pensar que aquilo se tratava de apologia e por isso o STF, diante das atrocidades cometidas pela polícia militar (Como sempre), contra os manifestantes, resolveu colocar um ponto final nesta história, mostrando a todos os pseudo intelectuais, que a nossa constituição prevê a liberdade de expressão.
A liberação da marcha fez este ano com que o movimento ganhasse mais força, já que muitas pessoas que se sentiam intimidadas pelo pela agressividade militar, passaram a se sentir mais seguras ao manifestarem a sua opinião sobre o assunto.

Não podemos esquecer também que este ano foi muito importante quando falamos sobre a maconha medicinal. Vimos que remédios como o Sativex e Marinol, derivados da Maconha, atingiram um grande número de importações, mesmo naqueles países onde o consumo da maconha é proibido. Países onde já adotam esta prática terapêutica da Maconha investiram bastante este ano em pesquisas sobre o tema, desde o simples usuário recreacional à usuário medicinal e crônico. Mesmo aqui no Brasil as pesquisas deste tema não existirem, os outros países mostraram para nós que pesquisas devem ser feitas e o poder científico sempre deve estar à frente do senso comum.

O movimento canábico ainda este ano ganhou apoio de várias personalidades do mundo dos famosos, sendo que o filme “Quebrando o Tabu” do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, foi um verdadeiro tapa na cara dos conservadores, que acham que violência, repressão e proibição vai resolver o problema das drogas.

Outro marco importante este ano e que ainda está acontecendo, é a verdadeira batalha travada entre os dispensários de Maconha nos EUA e o governo Barack Obama. Mesmo com uma estratégia pífia de reconquistar a confiança dos eleitores americanos, muito dos dispensários continuam as suas atividades e parece que o governo de Obama é que não vai ter fôlego para levar sua estratégia ridícula à frente, afinal, em tempos de crise, esse derramamento de dinheiro público mais atrapalha do que ajuda.

Não podemos deixar de lembrar que em 2011 nosso amigo Sativa Lover foi condenado, a meu ver erroneamente pela justiça, por plantar a sua própria maconha. Infelizmente o Juiz em que julgou a sua causa é daqueles totalmente proibicionista e que faz campanha contra a descriminalização da maconha. No certo, mesmo com nossos pensamentos positivos e torcida, não poderia dar outra a não ser a condenação de um inocente. Arbitrariamente, sem que a corte conseguisse reunir provas o suficiente para a acusação de tráfico de drogas, o grower Sativa Lover foi condenado a 7 anos de prisão. A meu ver, nestas apreensões, os imbecis da polícia podiam muito bem algemar também as plantas de Maconha, quem sabe uma imagem dessa não desperta o quão é ridículo prender alguém porque está cultivando uma planta.

Para finalizar e em cima da hora, o STF nos deu mais uma alegria, que foi a noticia que será julgada a inconstitucionalidade da criminalização do consumo de drogas pelo STF, o que a meu ver é uma ótima brecha para começarmos a legalização no Brasil. Vale a pena lembrar que um dispositivo parecido com este na lei argentina, foi com que fez que a maconha fosse descriminalizada no pais. Com muita força e fé, nós continuaremos na luta, por um Brasil ainda mais verde! Bom Réveillon  a todos!!! 

1 comments:

André Barros disse...

ótimo texto, abraço bem apertado, ANDRÉ BARROS

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics