segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

A maconha medicinal conforta os pacientes e recheia os cofres públicos

O Câncer é uma doença maligna e que infelizmente afeta muitas pessoas. É bem comum conhecermos alguém próximo que já sofreu desta doença. Misturam-se histórias felizes e tristes, que no final, uns conseguem vencer e outros infelizmente, não. A verdade é que o tratamento é doloroso, angustiante, sofrido , mas que pode com o uso terapêutico da maconha, se tornar mais fácil. O uso da maconha de forma terapêutica em pacientes de câncer, melhoram sensivelmente a qualidade de vida dos mesmos.

Apesar da relutância, muitos países do mundo e 16 estados Norte- americanos, já adotam o uso da maconha medicinal. É provado cientificamente, que a maconha é altamente benéfica para indivíduos que sofreram fisicamente durante o tratamento de alguma doença.


A maconha medicinal não só conforta os seus pacientes, como também recheia os cofres públicos. É inegável que este mercado é muito valioso. E que é preciso explorá-lo de uma forma legal, tirando-o consequentemente do poder do narcotráfico e dos carteis, que devastam as famílias e os jovens, principalmente em áreas menos favorecidas , como em favelas.

Alguns estados dos EUA, no qual a prática da maconha medicinal é legalizada, estima-se que em um mês, o montante de vendas ultrapasse a casa dos 1,5 milhão de dólares. Isto, sem contar o efeito cascata, no que diz respeito à geração de empregos.  O melhor disso tudo, que é um mercado em que sempre está em alta.

Uma parceria entre a TIME e a CNN revelaram que a cidade de San Jose, na Califórnia, trouxe às receitas ficais 290 mil dólares. Afirmaram ainda que por exemplo em Massachusetts, a economia gerada pelos dispensários de maconha poderiam chegar a 18,5 milhões de dólares ao ano. 

1 comments:

Anônimo disse...

É muita ignorância que isto não seja levado em concideração, tendo em vista que milhares de pessoas podem se beneficiar com o uso da maconha para fins medicinais. Amenizar o sofrimento de pessoas vítimas de doenças crônicas, para que possam ter o direito de obter uma melhor qualidade de vida, e até através de seu médico poder substituir outras drogas que causam efeitos colaterais, pelo uso medicinal da maconha que já é comprovadamente eficaz e não tem efeitos colaterais, e ainda pode gerar lucros para que o governo invista em ações de internação de pessoas viciadas em drogas pesadas poderem ser tartadas com mais dignidade. Eu sou portador de hepatite C, e durante o tratamento que fiz que dura 48 semanas, aplicando Interferon, e tomando Ribavirina fiquei negativado. Mais meu grande bálsamo era e é fumar meu baseado e me sentir melhor com menos dores e com mais vigor físico, conseguia dormir e comer bem melhor o que ajudou no tratamento sensivelmente aliado a exercícios físicos e até com incentivo da minha médica que me autorizou fumar mais tive que parar de beber radicalmente e até nisso a maconha me ajudou a superar. Este meu relato serve para que outras pessoas tenham conhecimento verídico deste assunto. Obrigado. Paz e amor e legalidade.

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics