quarta-feira, 28 de março de 2012

Amigo preso com a erva da Paz ( por Dr. André Barros)


Acabei de ler um artigo sensacional da minha mulher sobre o carnaval no JORNAL DA DANÇA, um texto extraordinário. Queria tanto escrever tão bem assim para passar o sentimento de um advogado que está lutando pela liberdade de um Amigo, filho de amigos de tanto tempo.

Semana passada, contei o drama do pedido de liberdade feito à Juíza da primeira instância, esperando que a liberdade fosse decretada na quarta-feira passada, às 4:20 horas. Mas o sonho de colocar Amigo na rua e falar para a mãe dele que seu filho estava fora da cadeia de Água Santa não se concretizou. A Juíza indeferiu a petição sem fundamentar. No Direito, isto é um pecado, mas como a questão envolve maconha, é de se explicar: preconceito contra a planta trazida pelos negros degredados da África.

Muitos advogados acham que não devemos recorrer às instâncias superiores para não afetar a 
suscetibilidade da Juíza que vai bater o martelo. Mas como poderia aceitar tal situação se Amigo está preso? Cada cabeça, uma sentença. Temos de continuar a subir as escadas dos recursos até chegar ao último degrau, o Supremo Tribunal Federal.

Assim, fiz um Habeas Corpus, com o meu colega e companheiro de tantas lutas Gerardo Santiago. Protocolamos no dia seguinte um HC com pedido de liminar. Quanta esperança que a Desembargadora, também mulher, fosse conceder a liminar e soltar Amigo. Mas não foi o que aconteceu. A relatora não concedeu a ordem, apesar das promessas a Jah feitas por este advogado.

Como diz o pai de Amigo, meu amigo, que via crucis, só pensando no desespero da mãe, que não para de rezar! Essa tristeza passa ao advogado que imaginava colocar mais um inocente na rua, ainda mais, Amigo, filho de amigos de tantos anos.

Então, fizemos mais um habeas corpus ao Superior Tribunal de Justiça com pedido de liminar ao Ministro, que é o relator do HC; já que a decisão monocrática, em dois pequenos parágrafos, da Desembargadora do Tribunal de Justiça também não estava fundamentada. Toda decisão deve ser escrita e fundamentada, como estabelecem os artigos 315 do Código Penal e o 94, inciso IX, da Constituição Federal.

Pela evidente falta de motivação, impetramos outro Habeas Corpus com pedido de liminar ao Ministro do STJ. Já vamos para três dias sem decisão, mas cheios de esperança de que agora, com o Ministro do STJ, vai dar certo. Ainda mais, depois do STJ ter decidido que uma menor de 12 anos, que já tinha vendido seu corpo, não ser causa de estupro presumido.

Portanto, isto não seria nada, diante de Amigo, que morava no apartamento de outro amigo, que assumiu, com ombridade, ser o dono da maconha que comprou na favela do Jacarezinho. Quando este texto for publicado no horário de Jah, que Amigo seja colocado em liberdade pelo STJ, penúltima chance antes do Supremo Tribunal Federal! 




5 comments:

Anônimo disse...

justicinha brasileira - LIXO TOTAL

Anônimo disse...

To torcendo por ele, afinal se for preso todo mundo que faz o uso da maconha, é melhor soltar os verdadeiros bandidos, ladrões e toda raça ruim e deixar a cadeia só pra quem é usuário, que vamos combinar, são muitos e todos da paz..eu não intendo, as vezes parece que neste ´País, a justiça se mede pelo bolso e pelo preconceito...desanima...assinado ANGELA

Anônimo disse...

Em breve os crimes serão vistos como realmente são, neste caso, dinheiro do erário sendo gasto queimando petróleo e levando usuário para passear, gastos com papéis e tempo de trabalho dos juízes jogado fora, a pessoa responsavel pelas humilhações impostas ao cidadão deverá passar por tratamento psicológico fornecido pelo sus para tratar o mal do preconceito, o estado deverá pagar uma boa grana por danos morais ao cidadão tratado como bandido, o sistema judiciario terá que executar as leis contra o regime que o sustenta e é alimentado pelo povo, etc.
O gado vai pro abate porque não sabe a força que tem, assim também somos nós..., por enquanto.
Todos devem guardar provas de males causados pelo estado com essa questão, as coisas vão ficar bem diferentes em pouco tempo, nem p liberar o baseado essa democracia serviu, mas p matar o povo com todo o descaso do mundo em todos os aspectos relacionados a administração pública ela serve e o que funciona redondo é a receita federal, estão brincando com a paciência da massa, ou usam uma droga poderosa que os faz viver absolutamente fora da realidade, gente morando em lixões e não gostam de ver pessoas fumando um, é, somos uma grande boiada verde e amarela... ainda.
Quando fatos como o do Amigo acontecerem, todos simpaticos a causa devem ir ficar em frente a delegacia ou tribunal de justiça em todos os cantos do país e chamar a mídia para cobrir o fato, pressão é fundamental, ficar lá até soltarem, na paz, o único que vi entregar o poder numa boa foi o regime militar que fez esse Brasil, ja tinham visto isso, regime militar entregar o poder? vai dar um trabalhão consertar todo esse estrago mas vai valer a pena, essa democracia acabou de aprovar uma lei que deveria ser fundamental desde o inicio do regime, a ficha limpa, ninguém merece.

PBM disse...

STF neles André! Abraço bem apertado, bem apertado mesmo, daqueles profissas.

Anônimo disse...

Desesperançoso com a nossa realidade e acreditando no que aprendi ao longo de muito tempo escrevi palavras acima que agora quero corrigir, buscando maiores informções sobre a asneira escrita acabei assistindo documentários sobre a ditadura militar, lendo outras fontes e conversando com pessoas que viveram a época então pude entender realmente o processo, retiro as pavras onde dizia os militares terem feito este País. Me desculpem.
Para quem precisa se aprofundar no assunto: youtube:
-O dia que durou 21 anos
-Ditadura militar no Brasil *todos os videos

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics