terça-feira, 6 de março de 2012

Queiram ou não, o debate sobre a legalização da maconha chegou no mundo inteiro


Muitos ainda são contra a legalização ou a regulamentação da maconha. Contudo, uma coisa que sempre me chamou a atenção são como as pessoas abordam o tema. Primeiro, porque não tem conhecimento suficiente para saber o que é maconha. Segundo, porque debatem o tema sem a mínima informação, sendo normalmente pautados pelas mentiras que foram distribuídas pelos Estados Unidos ainda no começo da década de 20.

Contudo, o debate sobre a legalização da maconha chegou não só no Brasil, mas como no mundo inteiro. Para aqueles que acham que a legalização da maconha só funciona na Europa, lembre-se que em quase toda a América do Sul existe sim uma tolerância com a erva e que países da América central já começam a seguir o mesmo caminho. Aliás, a descriminalização da maconha é uma tendência mundial, mesmo que alguns ainda não aceitem bem a ideia.

Dias atrás, a Associated Press, publicou uma história no mínimo interessante , que se trata de um outro olhar do problema, pois os presidentes da Costa Rica, Guatemala, El Salvador, Colômbia e México, que são países que sofrem muito com a violência do narcotráfico já pensam em abrir discussões para a legalização das drogas, alegando que este método seria muito menos traumático para a sociedade.

Duas semanas atrás, o presidente da Guatemala Otto Pérez Molina, um direitista conservador e ex-general do exército, surpreendeu a todos, quando declarou a incapacidade dos EUA para reduzir o consumo ilegal de drogas, deixando o seu país sem outra opção senão considerar a legalização do uso e transporte de drogas.

O debate e o impulso para legalizar a maconha também está acontecendo nos EUA, pois na semana passada, o Secretário de Estado Colorado deu início à discussão para que tenha  um plebiscito nas eleições de novembro,  no qual se pretende legalizar o porte de maconha pessoal e permitir vendas reguladas de maconha para adultos.

Para encerrar, como diz bem o ex-presidente e a favor da descriminalização da maconha: “Só não muda de opinião quem é burro.” .  

2 comments:

Anônimo disse...

Com certeza, esta tendência vai tomando conta, e o assunto vai sendo pautado e discutido. Não podemos mais ficar parados, vamos comparecer com toda a força na marcha da maconha, espalhando muita alegria, paz e vontade de ser livres para que possamos expor nossas opiniões e sermos reconhecidos como pessoas de bem que somos, e não como marginais pelo simples fato de fumar maconha. Legalidade Jah.

Anônimo disse...

concordo com o anônimo de cima!

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics