quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Entrevista Maconha da Lata : Márcio Américo


Blog Maconha da Lata sempre busca novos bate-papos com pessoas que estejam disponíveis a falar do tema de drogas. Nesta semana, por um problema técnico, a nossa entrevista vai ser exibida, na quarta-feira, ao invés de terça, como de costume por aqui. No  bate-papo de hoje, vamos falar com o hillário Márcio Américo, comediante de stand up, que fala sobre drogas com muito bom humor. Não deixe de ler e indicar aos amigos!

Quando surgiu a ideia de você fazer ‘Stand Up’ sobre um tema tão polêmico quanto ao da maconha?

Fui convidado pra fazer um show na Galeria Coletivo em Pinheiros, aqui em São Paulo, e o publico seria gente de teatro, artistas, músicos, então sabia que a maconha seria um tema que agradaria a todos, seria uma boa forma de aproximação. Nesta noite o escritor Marcelo Rubens Paiva estava lá e me aconselhou gravar e colocar no youtube.

A repercussão diante da sociedade foi positiva, já que você aborda um tema, que mesmo sendo tratado com humor, ainda incomoda muita gente?

Tenho recebido boas criticas. Já apresentei este texto em varias partes do Brasil e nunca tive nenhum problema, talvez porque eu não faça proselitismo, apenas convido as pessoas a uma reflexão sobre o tema.

Quando você aborda o tema Maconha, é apenas uma forma de ‘brincar’ com esse tema que atualmente vem em uma crescente, ou você realmente é a favor de uma nova política de drogas no Brasil?

Já fui usuário de drogas e sei que a proibição nao ajuda em nada. Ja fiz este texto em escolas, instituições, encontros de narcóticos anônimos, enfim...

Como você enxerga a relação entre filhos e pais, no qual é normal ‘tomar uma cervejinha’ com o pai, mas este vê como um grande problema se no caso da cerveja fosse trocada pela maconha?

Pois é, falei sobre isto no programa do Jô, no Pânico... é tudo muito hipócrita e junte a isto a falta de informação. Estive participando de um encontro de pessoas ligadas a segurança publica em Cuiabá: promotores, policiais, juízes, políticos... todo mundo falando horrores sobre as drogas, quando subi ao palco disse a eles: com estes argumentos vocês nao ajudam ninguém, a primeira coisa a ser dita é: droga é muito bom! - depois disto você pode dizer o que quiser, mas negar isto é criar um abismo entre usuário e não usuário, pais e filhos, sociedade e adictos...

Como o Brasil deveria tratar o problema do uso de drogas, em especial a maconha?

Não sei ... A liberação seria um começo, acho que quem quer fumar maconha deveria plantar em casa. Tem muita gente que já faz isto, inclusive em apartamentos, seria uma forma de cortar o tráfico pela raiz. Em relação ao crack, acho que o sujeito que fosse pego traficando, mas o traficante grande, tinha que enfiar numa cadeia no fim do mundo e deixar morrer lá.

Fonte: maconhadalata.blogspot.com

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics