sábado, 20 de outubro de 2012

Luto: mais um grower preso injustamente!


Mais uma injustiça aconteceu nesta semana, após um homem de 33 anos ser preso em flagrante por cultivar sete plantas de maconha para o consumo próprio em um apartamento na quadra 412 Sul, em Brasília. O acusado é um estudante da UNB, que como outros growers sofreu na “mão” do sistema repressor, que trata ignorantemente um usuário de maconha como um bandido.

A prisão ao jardineiro foi feita por policiais militares que procuravam um traficante que teria vendido maconha para jovens abordados na noite desta quarta (17) enquanto consumiam a droga na 309 Norte. De acordo com o soldado Alexander Bernau, do 3º Batalhão da Polícia Militar, as plantas podiam ser avistadas debaixo do prédio onde o suspeito morava.

“Enquanto procurávamos o traficante, conseguimos ver os sete vasos de maconha no terceiro andar de um prédio, pendurados perto da janela de um apartamento”, disse Bernau.

“Ele abriu a porta e sentimos o cheiro da fumaça de maconha. Dissemos que vimos uma planta que parecia ser da droga e ele confirmou, dizendo que é usuário. Havia inclusive um cigarro de maconha aceso perto do computador. Ele estava tranquilão”, declarou.

O homem que é um usuário nunca teve passagem na polícia mostrando que a lei não é sensata e inconstitucional, já que o Estado não pode te cercear de se utilizar uma substância. O grower ao plantar a sua maconha está se desvinculando da esfera do mercado negro, necessariamente combatendo o tráfico já que desta forma não se financia os carteis. 

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Colaboradores

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics