sábado, 15 de dezembro de 2012

Pela primeira vez, Obama fala sobre a legalização da maconha em Washington e Colorado


Desde o ano passado, quando a popularidade do presidente Barack Obama já não andava lá essas coisas, que o governo federal começou suas investidas nos dispensários de maconha medicinal. Durante este tempo, pouca coisa mudou e desde a legalização da maconha também para fins recreativos nos estados de Washington  e Colorado o debate novamente esquentou na terra do Tio Sam.

Obama fez seu primeiro comentário sobre a questão semanas depois de os eleitores dos Estados de Washington e Colorado terem apoiado nas urnas no mês passado a legalização da maconha, ou cannabis, medida que se contrapõe diretamente à lei federal.

"Não faz sentido, do ponto de vista de priorização nos concentrarmos em usuários de drogas recreativas em um Estado que já disse que sob a lei estadual isso é legal", disse Obama à ABC News, em trecho de uma entrevista divulgado nesta sexta-feira.

"Neste momento em Washington e Colorado, você viu os eleitores falarem sobre esta questão. E, nesses casos, o governo federal não tem muito a fazer quando se trata de processos criminais", disse Obama.

O Departamento de Justiça disse que a maconha continua a ser uma substância controlada pelo governo federal, e os Estados têm buscado orientação das autoridades na capital sobre como lidar com o conflito com as leis estaduais.

O uso medicinal da maconha foi legalizado em 18 Estados dos EUA, mas ainda assim as autoridades federais continuam a reprimir alguns provedores nesses Estados.

A maconha continua a ser um narcótico ilegal sob a lei dos EUA, mas os Estados de Washington e Colorado se tornaram os primeiros do país a legalizar o uso recreativo, em consulta popular em 6 de novembro. No Estado do Oregon a proposta foi rejeitada.

Obama qualificou a situação de "um problema difícil, porque o Congresso ainda não mudou a lei". Ele disse à ABC que "vamos precisar ter uma conversa sobre como conciliar as leis federais e estaduais", e afirmou ter pedido ao Procurador-Geral dos EUA, Eric Holder, que examine a questão.

Em seu livro de memórias de 1995, "Sonhos de Meu Pai", Obama admitiu ter fumado maconha regularmente na escola.

0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics