segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Aspectos terapêuticos da Maconha


 O uso da maconha medicinal é uma vertente da planta Cannabis Sativa que é aprovada em vários países do mundo, como Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Espanha entre outras várias nações que a utilizam no tratamento de doenças como o câncer e também doenças como Alzheimer, depressão, Aids, esclerose múltipla, síndrome de Tourette, ansiedade entre várias outras.

A potencialidade medicinal da Cannabis está ligada ao grande número de substâncias químicas que já foi encontrado em amostras desta planta, sendo a principal classe a dos canabinoides. O termo canabinoides foi atribuído ao grupo de compostos com 21 átomos de carbono presentes na Cannabis Sativa.

Os canabinoides são distribuídos por todo o organismo e já foram encontrados em fezes, plasma, urina e alguns órgãos. Atualmente, foram alcançados grandes progressos na compreensão do mecanismo de distribuição, armazenagem e eliminação dos canabinoides. Estas informações contribuem para melhor compreensão dos efeitos causados pela utilização da maconha, flores da Cannabis Sativa, droga mais utilizada no mundo e que tende a ser descriminalizada.

Os canabinoides exercem efeitos diretos sobre um determinado número de órgãos, incluindo os sistemas imunológico e reprodutivo, porém, os principais efeitos farmacológicos observados estão relacionados ao sistema nervoso central. Alguns exemplos das aplicações terapêuticas dos canabinoides são efeito analgésico, controle de espasmos em pacientes portadores de esclerose múltipla, tratamento de glaucoma, efeito broncodilatador, efeito anticonvulsivo, entre outros.

Entenda mais lendo o estudo científico completo no Scielo.  



0 comments:

Postar um comentário

 
 

NÃO COMPRE, PLANTE!

 

Vamos curtir galera!

Esquadrilha da Fumaça

Visitas

 
Real Time Web Analytics